Conectado por

Artigos & Colunas

Lava Jato na Educação é anunciada pelos ministros da Justiça Sérgio Moro e da Educação Ricardo Velez em solenidade na capital federal – Por Vick Bacon


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Por que é preciso investigar as Universidades Federais.

Há dois meses, quando da eleição do presidente Jair Bolsonaro fui uma das primeiras a defender a tese de uma Operação intensa nos órgãos vinculados ao MEC, em especial as Universidades Federais e publique nas Redes Sociais a necessidade urgente dessa operação.
Durante o governo do ex-presidente Lula (2003-2010), jorrou dinheiro público nas torneiras das Universidades Federais. Resultado: Conluio dos reitores com o presidente Lula. Nenhum reitor foi investigado durante o governo do PT. Nenhum! O único caso que houve investigação resultando na demissão só ocorreu por determinação judicial do plenário do STJ, do ex-reitor da UNB Timothy Martin Mulholland que administrou a UNB entre 2001a 2006 e se envolveu no caso polêmico da Lixeira de Ouro em seu gabinete. O MPF denunciou o reitor à justiça, após recebimento de denúncias por parte de servidores e alunos da instituição. O governo do ex-presidente Lula nada fez, pois quem presidia a República na ocasião era o governo do PT.
Por parte dos órgãos de controle e fiscalização durante os governos Lula e Dilma nas Universidades Federais nada foi feito para coibir o desvio de recursos públicos.
Durante o governo do ex-presidente Lula (2003-2013), as Universidades Federais em valores atualizados receberam R$ 150 bilhões de reais. Inacreditável! A maioria dessas universidades ainda reclamam a falta de recursos, acredita?

Lembra da Fundação Rio Mar da UNIR que ficava localizada na Rua Duque de Caxias em Porto Velho? Então, até hoje a sociedade não tem resposta aos milhões de reais desviados ida Fundação vinculada à Universidade Federal de Rondônia (2003 – 2010). Até hoje continuam trabalhando na UNIR pessoas ligadas a esse crime contra a administração pública.

Cadê o dinheiro do Museu Nacional, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro que foi depositado na conta da Universidade e sumiu. O Museu acabou sendo destruído pelo fogo, pois nunca sofreu reparo ou restauração. O Reitor da UFRJ, Roberto Leher atribuiu a tragédia a descaso do poder público e falta de verba. Falta de verba? Mas o MEC repassou a verba na ordem de 457 milhões para a UFRJ. A reitoria não soube aplicar a verba devidamente causando esse imbróglio.

Em todas as Universidades Federais há descaso com o dinheiro público. Só investigar profundamente com os instrumentos até a Lei oferece ao Estado. Basta vontade e punição aos responsáveis.

É preciso a Lava Jato sim, agora nas Universidades Federais.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + onze =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento