Conectado por
Governo de Rondônia

AL/MT

Janaina retira projeto, mas irá discutir risco no uso de disco arado: “objetivo não é causar desemprego”


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

A deputada Janaina Riva (MDB) informou em suas redes sociais nesta quinta-feira (13.01) que irá retirar seu projeto de lei que proíbe a venda de churrasqueiras de disco de arado. Segundo a deputada, seu objetivo, quando apresentou a proposta, era chamar a atenção e conscientizar as pessoas sobre os riscos.

Janaina apontou o acidente causado por uma explosão em uma churrasqueira de disco de arado que causou a morte de Helena Nascimento Torres, de 1 ano de idade, do município de Juara (694 km de Cuiabá). Ela tratava desde outubro as queimaduras, provocadas por uma garrafa de álcool que estava no disco, porém, não resistiu e morreu na terça-feira (9), no Hospital Municipal de Cuiabá.

O disco, não tem problema nenhum. Desde que usado num fogão, ou num suporte adequado. O problema está nesse porte de álcool que compõe esse kit

“Acredito que nós atingimos o nosso objetivo por isso nós optamos por retirar o projeto de pauta ou até mesmo arquivá-lo por entender que a discussão que nós gostaríamos que fosse feita já está sendo feita, mesmo assim a gente vai realizar uma audiência pública para falar sobre esse assunto com o pessoal do Centro de Queimaduras para eles mostrarem números e vamos convidar também pequenos fabricantes de churrasqueira de disco de arado, ou só do disco de arado para a gente encontrar forma de evitar acidente e que não venham mais acontecer mortes”, declarou Janaina.

Riva esclareceu que seu objetivo não é causar desemprego, mas sim alertar: “Nosso objetivo não é deixar ninguém sem emprego ou tirar renda das pessoas, principalmente durante esse período da pandemia, mas era provocar uma discussão grande sobre o assunto.

Ontem, a deputada já havia alertado para a grande quantidade de casos de acidentes ocasionados com o equipamento. “Me chocou o número de mortos e queimados graves por esse disco, que não foi feito e não deve ser usado para churrasco. Isso serve de alerta pra você que comprou, ou que já viu alguém usando. Um grande percentual de queimados hoje em Mato Grosso é por conta do uso do disco para churrasco. As pessoas vão colocar fogo e acham que não ascendeu. Quando ela vai pôr mais álcool nesse recipiente, ele volta todo nesse formato do disco, no rosto e no corpo da pessoa. Isso atinge principalmente os mais humildes”, destacou.

Vgnoticias.com.br

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento