Conectado por

Amazonas

Hospital de Amor Amazônia inaugura amanhã novo acelerador linear

Publicado por

em

Continua após a publicidade
  • Aparelho vai permitir dobrar o número de pacientes atendidos em Rondônia
  • Evento acontece nesta quinta (20), às 10 horas, na unidade de Porto Velho

O Hospital de Amor Amazônia inaugura nesta quinta (20), às 10 horas, em Porto Velho (RO), o seu segundo acelerador de partículas linear, equipamento de radioterapia para o tratamento de câncer. O aparelho de alta tecnologia permitirá à unidade duplicar o número de pacientes atendidos por mês e terá capacidade de realizar cerca de 1.320 sessões de radioterapia.

Segundo o diretor executivo do Hospital de Amor, de Porto Velho, Jean Negreiros, a instalação do acelerador linear vai contribuir com a alta demanda existente no estado. “A inauguração deste equipamento vai dar agilidade nos tratamentos de câncer. Como só havia um aparelho na unidade Amazônia até então, tínhamos que enviar o número excedente de pessoas para tratar em Barretos, para iniciarem a radioterapia associada à quimioterapia. Com a inauguração do segundo aparelho, todo procedimento será em Porto Velho”, diz.

O investimento da aquisição do aparelho foi feito pelo Ministério da Saúde e Governo Federal, através do Plano de Expansão da Radioterapia, com um investimento de 605 mil dólares (aproximadamente R$ 2,7 milhões). “Vale destacar a economicidade de 60% feita, pois se o aparelho fosse adquirido via convênio ele custaria em torno de 1.4 milhões de dólares (aproximadamente R$ 6 milhões)”, afirma Thiago Rodrigues Santos, coordenador do projeto.

A verba para construção da casa mata para instalação do acelerador linear foi feita por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas do estado de Rondônia.

Hospital de Amor

A instituição é o maior polo de tratamento oncológico gratuito da América Latina. Com 15 hospitais fixos e mais 26 unidades móveis, a entidade realiza 880 mil atendimentos por ano de pessoas de todo o Brasil – uma média de seis mil pacientes por dia. Para manter este nível de excelência nos atendimentos e tratamentos, o hospital precisa captar diariamente recursos financeiros de pessoas físicas e jurídicas.

Em 2019, foram realizadas 207.031 mamografias e 115.784 papanicolau, 100% gratuito.

FONTE: ASSESSORIA