Conectado por

Rondônia

Governo de Rondônia atualiza cenário da pandemia e reforça medidas de enfrentamento à Covid-19


Compartilhe:

Publicado por

em

ta sexta-feira (18), no Palácio Rio Madeira, foram pontuados assuntos pertinentes relacionados à Covid-19 no Estado, como também descrito o estado de saúde do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha e da primeira-dama, Luana Rocha, ambos acometidos pela doença.

De acordo com o secretário da Sesau, Fernando Máximo, o governador e a primeira-dama seguem internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), estáveis e respirando em ar ambiente. No exame de tomografia do governador, realizado nesta quinta-feira (17) para detectar com mais precisão as manchas nos pulmões, foi constatado 40% de comprometimento e a tomografia da primeira-dama apontou 30%.

Fernando Máximo assegurou que o casal passa bem, acordado, fazendo fisioterapia pulmonar, tomando antibióticos venosos fortes  e potentes. “Estão ainda tomando anticoagulantes e corticoides, entre outros medicamentos de suporte na UTI. Além de todos os medicamentos, das terapias, também foram feitos exames de laboratório para avaliar a gasometria arterial do casal (saturação sanguínea, troca gasosa, etc) e quando comparamos as duas gasometrias de ontem (17) para hoje (18), tanto do governador quanto da primeira-dama, registramos uma melhora. Novos exames de laboratório estão sendo feitos para que possamos dar continuidade ao tratamento e verificar se haverá necessidade ou não de troca de algum medicamento ou incluir algum outro, mas a priori o casal está estável e evoluindo bem”, detalhou o secretário.

Quando liberadas, as vacinas serão compradas pelo Ministério da Saúde e transportadas para os estados

PLANO NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO

Na oportunidade, o secretário de Estado da Saúde também relatou sobre a reunião que participou juntamente com a equipe técnica do Ministério da Saúde (MS), em Brasília, onde foi apresentado o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. Máximo enfatizou que, o Ministério da Saúde deixou claro que o governo federal comprará qualquer vacina que seja regulamentada, que tenha o registro dos órgãos de controle e aprovado por esses. “Obviamente, o governo federal preza pela segurança, qualidade e eficácia da vacina. Então, havendo regulamentação, sendo liberadas essas vacinas pela Anvisa, o Governo poderá comprar qualquer uma delas, usando uma logística especial para atender as demandas”, enfatizou.

Máximo adiantou que as vacinas, após liberadas, serão compradas pelo Ministério da Saúde, transportadas para os estados, que farão a logística de transporte para os municípios e estes serão responsáveis pela execução da vacinação.

CENÁRIO PANDÊMICO EM RONDÔNIA

A luta continua. É por isso que o Governo do Estado não tem baixado a guarda no enfrentamento à Covid-19. Apesar do grande esforço, que vai desde a realização de exames à entrega de medicamentos, os casos positivados continuam. Os dados novos registram 547 casos nas últimas 24h e 10 mortes, lamentavelmente, sendo seis em Porto Velho, uma em Ariquemes, uma em Cacoal, uma em Vale do Paraíso e uma em Vilhena. Até o momento, foram totalizados 88.410 casos em todo o Estado, dos quais 76.960 vidas já estão curadas. Portanto, Rondônia apresenta, no momento, 9.761 casos ativos.

Os dados atuais só demonstram a seriedade da realidade a qual, não somente Rondônia, mas também, muitos outros estados se encontram. Essa luta é de todos. É necessária a conscientização por parte da população quanto às medidas adotadas pelos órgãos competentes, fortalecendo a união dos rondonienses contra a Covid-19.

Fonte: Secom – Governo de Rondônia