Conectado por

Cuiabá-MT

Emanuel lembra desafios para a construção e conclusão do HMC


Compartilhe:

Publicado por

em

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) comemorou os dois anos da entrega da estrutura física do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) – Dr. Leoni Palma de Carvalho.

À época, o emedebista determinou que a obra fosse entregue em etapas. A primeira delas foi inaugurada no dia 28 de dezembro de 2018.

Para o prefeito, a obra é uma “virada de página” na Saúde de Cuiabá e de Mato Grosso.

“Cuiabá sempre foi a referência na saúde pública em Mato Grosso, mesmo quando só tínhamos o antigo Pronto Socorro. Hoje continuamos a atender todo o estado, mas agora em um local com todo o conforto e com os melhores equipamentos hospitalares. Quando assumi a Prefeitura de Cuiabá, eu prometi virar a página da saúde pública na capital, e o HMC é parte fundamental no cumprimento desta promessa”, comemorou o prefeito.

Emanuel ainda lembrou que ao assumir a Prefeitura de Cuiabá, em 2017, a obra do hospital iria abrigar apenas o novo pronto-socorro e estava com apenas 27% de construção.

”Quando assumi a Prefeitura de Cuiabá, eu prometi virar a página da saúde pública na capital, e o HMC é parte fundamental no cumprimento desta promessa

Diante disso, buscou articulação com a bancada em Brasília e o governo federal e obteve, junto ao então presidente Michel Temer (MDB), um aporte de R$ 100 milhões, por meio do programa “Chave de Ouro”, que tinha como objetivo concluir obras de grande impacto para as cidades brasileiras até o dia 31 de dezembro de 2018.

“Para conseguirmos honrar nosso compromisso, fizemos uma força-tarefa com a equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde, que não mediu esforços para concluir todos os procedimentos a tempo. A equipe estava tão focada, que foi capaz de realizar a licitação de todos os itens do hospital em tempo recorde, sem nenhum problema de execução”, relembra Pinheiro.

Inauguração em etapas

Com a obra pronta, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) começou a agilizar os trâmites para que o hospital começasse a funcionar, o que ocorreu em seis etapas. Em 25 de fevereiro de 2019, foi entregue à população o ambulatório com capacidade para atender 100 pacientes por dia. Em 22 de abril de 2019, foram ativados 90 leitos de enfermaria, com equipamentos ultramodernos para atender intercorrências graves.

A terceira etapa foi entregue em 30 de maio de 2019, quando foram disponibilizados 86 leitos (56 adultos e 30 pediátricos), além do centro de imagens, com exames de ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia.

A quarta etapa ocorreu em 16 de julho de 2019, com a abertura da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 40 leitos. Em 30 de agosto do ano passado, o hospital passou a oferecer um Centro de Tratamento de Queimados (CTQ).

Por fim, a última etapa de inauguração do HMC se deu em 18 de novembro de 2019, com a entrega do tão aguardado novo Pronto Socorro, com atendimento de urgência e emergência, junto com a entrega de seis salas de cirurgia, a capela e o heliporto.

Midia News