Conectado por

AL/MT

Deputado Max Russi: “Quero ser governador e o caminho mais fácil é ser vice”


Compartilhe:

Publicado por

em

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi (PSB) revelou ter o desejo de ser chefe do Executivo Estadual e que em um eventual convite para compor uma chapa com o governador Mauro Mendes (DEM) deve aceitar.

“Eu gostaria de ser governador de Mato Grosso. Vontade é vontade. Qual o caminho mais rápido? É ser vice”, afirmou o parlamentar à imprensa.

Apesar da afirmação, Russi garantiu que atualmente está trabalhando para a reeleição como deputado estadual nas eleições de 2022.

“O projeto, hoje, é ser deputado estadual. Esse é o projeto real. Dizer hoje que está definido, não tem como. É uma construção”, disse.

“Eu quero trabalhar bastante para o Estado. Como presidente da Assembleia tenho uma responsabilidade maior e estou trabalhando ainda mais. É para isso que fui eleito”, emendou.

Gostaria de ser governador de Mato Grosso. Vontade é vontade. Qual o caminho mais rápido? É ser vice

A possível parceria entre Russi e Mendes para a próxima eleição ao Palácio Paiaguás começou a circular nos bastidores da política, apesar do governador evitar falar sobre a possibilidade de reeleição.

Segundo Russi, a composição depende da vontade do governador e também das articulações das siglas.

“Isso é uma composição de último momento. É uma definição de um grupo, do governador. Não pode ser esse o projeto, e não trabalharei com esse objetivo. O meu objetivo é fazer um grande mandato”, afirmou.

PSB em 2022

Presidente regional do PSB, Russi garantiu que a sigla está focada em agrupar nomes para concorrer aos cargos de deputados estaduais e federais.

Aos cargos de senador e governador – que também serão eleitos em 2022 – o partido atuará apenas com apoio.

“Têm muitas lideranças conversando e querendo vir ao partido. Estão querendo disputar as eleições para deputado estadual e federal. E nós vamos fazer esse projeto, praticamente definido: chapa de federal, e chapa de estadual”, disse.

Midianews.com.br