Conectado por

Cuiabá-MT

Cuiabá segue com aumento no preço da cesta básica


Compartilhe:

Publicado por

em

Valor atual se aproxima do registrado em fevereiro de 2023, reflexo de altas nos preços da banana, do leite e do arroz

P U B L I C I D A D E

O aumento de 0,63% no custo da cesta básica na primeira semana de fevereiro sobre a semana anterior colocou o mantimento no patamar de R$ 776,46. Em seu segundo aumento consecutivo, o valor atual já se aproxima do registrado no mesmo período do ano passado, quando atingia a marca de R$ 779,01.

O levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT) destaca que são 11 semanas com valor menor que na verificação da mesma semana de 2023. O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca que a situação pode se inverter, a depender das próximas semanas.

“Mesmo se mantendo com valor menor que na verificação da mesma semana de 2023, o valor da cesta básica passa a se aproximar e, a depender da continuidade de crescimento nas verificações atuais, a comparação anual pode se inverter. Ainda assim, o mantimento está longe de atingir o maior valor já registrado pelo Instituto, que foi de R$ 811,07”, afirmou Wenceslau Júnior.

Nesta semana, os itens que mais contribuíram para o aumento da cesta básica foram a banana, o leite e o arroz, com expansão de 1,92%, 0,97% e 0,96% em seus preços, respectivamente.

Ainda conforme análise do IPF-MT, este foi o quinto aumento consecutivo no preço da banana, que mostra um valor médio de R$ 9,36/kg, o maior desde a quarta semana de novembro de 2023. A variação do período atual pode estar atrelada à menor oferta do produto, impactada também pelo clima e pelo aumento da demanda, considerando, por exemplo, a retomada das atividades escolares.

Também em retomada de crescimento no preço, o leite apresentou sua variação positiva, atingindo o valor médio de R$ 6,45/l, ocasionada por uma oferta mais limitada diante do clima e dos custos de produção mais elevados. Antes da primeira semana de dezembro de 2023, o preço médio do leite em Cuiabá estava em queda por 16 semanas seguidas, cenário que mudou desde então, mostrando uma retomada de altas pontuais para o alimento.

A variação do arroz, que alcançou o valor médio de R$ 7,43 o quilo, acumula a sétima semana de alta de preço. As consecutivas elevações podem estar atreladas à composição de preços nacional, devido ao clima e à produção interna, assim como as influências da disponibilidade do grão no mercado internacional.

O presidente da Fecomércio-MT conclui que “o crescimento do preço da cesta básica sofre forte influência de alimentos como a batata e o arroz nas avaliações semanais e anuais, indicando uma movimentação econômica que reflete o aumento da inflação, assim como o comportamento específico de cada cadeia de produção e como isso repercute nas gôndolas locais”.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

At.te,

Publicidade



Desenvolvimento
 Bônus de boas-vindas
Nossa webrádio parceira: dj90.com.br