Conectado por

Concursos

Concurso PF área Administrativa: confira distribuição das 557 vagas


Compartilhe:

Publicado por

em

Que o pedido de concurso PF da área administrativa já estava confirmado, isso você já sabia. Mas, agora foi oficializada a distribuição das 557 vagas solicitadas ao Ministério da Economia.

No documento, ao qual a Folha Dirigida teve acesso, o destaque segue sendo o cargo de agente administrativo, de nível médio e com ganhos de R$4.710,76.

Também há vagas de nível superior em várias áreas. Neste caso a remuneração é de R$5.559,67 (exceção é o médico, com ganhos de R$7.692,55).

Confira a distribuição completa das vagas por cargo:


Cargo Nível Quantitativo
Administrador Superior 23
Arquivista Superior 8
Assistente Social Superior 10
Bibliotecário Superior 1
Contador Superior 9
Economista Superior 3
Enfermeiro Superior 3
Engenheiro Superior 1
Estatístico Superior 4
Farmacêutico Superior 1
Médico Superior 68
Nutricionista Superior 1
Psicólogo Superior 5
Técnico em Assuntos Educacionais Superior 13
Técnico em Comunicação Social Superior 3
Subtotal Nível Superior 153
Agente Administrativo Médio 404
Subtotal Nível Médio 404
Total 557

O despacho do pedido, disponível para consulta no Sistema Eletrônico de Informações, traz as informações e justificativas para o novo pedido com 557 vagas na área de apoio da Polícia Federal.

“Trata de solicitação de autorização para realização de concurso público para o provimento de 153 (cento e cinquenta e três) cargos de nível superior e 404 (quatrocentos e quatro) cargos de nível médio do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal – PECPF, conforme quadro a seguir, como medida de fortalecimento da capacidade institucional da Polícia Federal, pelas razões expostas nos autos.”

Vale lembrar que a renovação do pedido de concurso PF da área administrativa foi confirmada pela reportagem da Folha Dirigida no último dia 11 de maio.

A informação foi confirmada pela própria Divisão de Comunicação Social da PF. A corporação informou sobre a escolha por renovar a solicitação com o objetivo de atualizar a demanda com mais vagas de acordo com os cargos vagos que surgiram no decorrer dos últimos meses.

PF justifica ausência de cadastro em concurso da área de apoio

A Polícia Federal e o Ministério da Justiça e Segurança Pública justificam a ausência de cadastro de reserva válido e a realização do último concurso em 2014 para solicitar a autorização de 557 vagas.

Confira o que diz o pedido do concurso PF:

“Já com relação à “certificação de que:

1) não haverá abertura de novo concurso durante a vigência de certame precedente ou

2) apesar da abertura de novo concurso na vigência de certame anterior, isso não desaguará em indevida preterição de candidato aprovado no certame precedente, na forma do julgado no RE 837311 – STF”, além de constar que o “último concurso para os cargos previstos na proposta ocorreu em 2014”, há a seguinte informação “a Polícia Federal informa que não há candidato aprovado em concurso anterior em razão do prazo de validade já expirado, bem como não há a possibilidade de ocorrer preterição de candidato aprovado no certame precedente com a abertura de um novo processo seletivo, uma vez que todos os aprovados para os referidos cargos foram convocados e nomeados”. Assim, ao nosso ver, a questão encontra-se dirimida.”

Concurso PF depende do aval da Economia

Com a renovação do pedido e a distribuição confirmada, agora a corporação vai voltar a lutar pela autorização. Além da PF, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef)  também atua junto com a Polícia Federal para conseguir o aval da área de apoio.

Assim como aconteceu em 2020 com a área Policial, é preciso que a pasta econômica autorize a seleção.

Em suma, um novo concurso PF para a área Administrativa é visto com urgência e importância, já que há anos a corporação não admite novos servidores efetivos para ocupar tais cargos.

Espera-se que, nos próximos dias, a Polícia Rodoviária Federal caminhe pelo mesmo lado e também confirme a sua renovação ou envio de novo pedido para a área de apoio.

O que faz o agente administrativo da PF?

O agente administrativo da Polícia Federal não trabalha na investigação policial. As áreas de atuação são, por exemplo, Recursos Humanos, patrimônio, financeiro, licitações e contratos, entre outras áreas.

São diversos os locais onde o esse servidor poderá atuar, alguns exemplos são em delegacias de migração, fazendo a emissão de passaporte ou atuando junto aos Peritos.

A Delegacia de Controle de Armas e Produtos Químicos também possui servidores administrativos, apoiando o processo de concessão de porte de arma.

A carga de trabalho é de 40 horas semanais e o regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade.

Último concurso de agente administrativo PF 

Quando aconteceu o último concurso PF da área de apoio, você lembra? A seleção anterior é de 2013, ou seja, praticamente, a PF está há oito anos sem novo edital para estes cargos.

Além disso, esse concurso perdeu a validade em junho de 2018. Em 2013, a corporação ofereceu 566 vagas para cargos de níveis médio e superior da área administrativa.

Como já não está em validade, o órgão não pode mais aproveitar o cadastro de reserva e só pode contratar a partir de um novo concurso.

A banca da última seleção foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Eram 534 vagas somente para agente administrativo, em diversos estados, além do Distrito Federal.

Mas, também houve oferta de vagas para graduados (assim como há no novo pedido), com 32 vagas. Mas, nesse caso, todas para o DF.

Para o nível superior, as oportunidades foram para as funções de engenheiro, assistente social, contador, administrador, psicólogo e arquivista.

Todos os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva. Mas, os de de nível superior ainda passaram por prova discursiva. Esta seleção reuniu um número expressivo de concorrentes, sendo 324.497 inscritos.

Para o cargo de agente administrativo foram cobradas as seguintes disciplinas:

Conhecimentos Básicos (50 questões): Português, Noções de Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional.

Conhecimentos Específicos (70 questões): Noções de Administração Pública, Noções de Administração Financeira e Orçamentária, Noções de Gestão de Pessoas nas Organizações, Noções de Arquivologia, Noções de Administração de Recursos Materiais, Legislação Aplicada á Polícia Federal.

Os candidatos não passaram por prova discursiva e nem teste físico.

Folha Dirigida