Conectado por

Cacoal

Carreta de prevenção à hanseníase realiza exames gratuitos em Cacoal, RO


Compartilhe:

Publicado por

em

A carreta do “Projeto Roda Hans” estacionou na Prefeitura de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, na manhã desta segunda-feira (13). O projeto oferece exames de detecção e orientações sobre casos de hanseníase à população. Os atendimentos acontecem gratuitamente e seguem até a próxima quarta-feira (15).

As pessoas que quiserem ser atendidas basta procurar a carreta com documentos pessoais e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a coordenadora estadual de hanseníase, a enfermeira Helen Carioca, a hanseníase é característica de Rondônia.

“Nós fomos contemplados com esse projeto esse ano. Então, abraçamos essa causa. Com ele, já descobrimos vários casos da doença nos municípios que passamos. O projeto busca não só descobrir casos, mas também alertar a população da existência da hanseníase”, explicou Carioca.

Ela alerta ainda que a doença se manifesta com manchas que podem ser avermelhadas, escuras, atingindo pele e nervos. A preocupação maior é que a hanseníase, em casos mais extremos, pode gerar até deformidades.

“Se a pessoa ficar muito tempo com a doença no organismo, ela poderá ficar com uma mão em garra. Também atinge os pés, pois ela afeta os nervos. A hanseníase não tem como ser prevenida. A ideia é detectar de forma precoce para que o doente inicie logo o tratamento e não continue a cadeia de transmissão”, alertou.

O autônomo Nilo Kippert passou por uma consulta na Unidade Básica de Saúde (UBS). Ele foi orientado a procurar a carreta, após apresentar um caroço no cotovelo. Durante o exame o resultado deu negativo para hanseníase.

“Eu fui bem atendido. O exame foi rápido e a gente consegue cuidar da saúde e ainda ficar mais tranquilo sabendo que não é essa doença”, disse, aliviado.

A carreta atende pessoas que pré-agendaram as consultas nas UBS. Mas as demais que não realizaram agendamento prévio e tiverem manchas pelo corpo também podem procurar a carreta. O atendimento em Cacoal segue até quarta-feira (15). Em seguida, a carreta descerá para Pimenta Bueno (RO), Vilhena (RO) e Cerejeiras (RO).