Conectado por

Política

Bolsonaro pede apoio a ruralistas para garimpo em terra indígena

Publicado por

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária para um café da manhã, no Palácio do Planalto, entre as 8h e as 9h desta quarta-feira (12/02/2020). Durante o encontro, Bolsonaro pediu apoio aos congressistas para o projeto que autoriza garimpo e mineração em terras indígenas.

Continua após a publicidade

Durante o evento, integrantes do governo e parlamentares também trataram das missões que o Conselho Nacional da Amazônia Legal, transferido nessa terça-feira (11/02/2020) à vice-presidência da República terá pela frente.

“Precisamos vencer questões de imagem e comunicação. Continuamos com declarações de todas as partes do mundo em relação à Amazônia, e a nação não pode fazer isso com raiva, com voluntarismo”, reforçou o presidente da Frente, deputado Alceu Moreira (MDB-RS). “Precisamos demonstrar políticas públicas que façam a regularização fundiária, que faça a preservação, que não permita o desmatamento e a mineração ilegal. Precisamos mostrar isso para o mundo”, completou.

Sem dar detalhes de que tipo de apoio Bolsonaro pediu à Frente Parlamentar, Moreira disse que a autorização para garimpo em terras indígenas visa regularizar o que já existe. “Já estão garimpando e tomando nossas riquezas para muitos outros interesses sem pagar um centavo de imposto e causando muitos problemas para a Amazônia”, disse.

O ruralista citou “coisas absurdas” que ocorrem nos estados abrangidos pelo bioma. Segundo ele, o madeireiro ilegal persegue o legal. “Cada vez que o presidente fala em legalizar o processo, não é autorizar, de maneira indiscriminada, que se tome as terras indígenas ou que se invada”, pontuou o deputado.

FONTE: METROPOLES