Conectado por

Rondônia

ARTESANATO: Feira da Agroindústria vai receber 18 expositores artesanais dia 31 no Palácio Rio Madeira em Porto Velho

Publicado por

em

A coordenadora estadual do Programa Brasileiro do Artesanato (PAB), Wélida Sodré, anunciou a participação de 18 expositores estaduais na feira no próximo dia 31

Continua após a publicidade

Com 18 expositores selecionados e confirmados, a Coordenadoria Estadual do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB) participa no próximo dia 31, das 8h as 18h, no Palácio Rio Madeira (área do estacionamento), em Porto Velho, da Feira Estadual da Agroindústria Familiar promovida pela Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento (Seagri).

De acordo com a coordenadora do Programa em Rondônia, Wélida Sodré, com exceção dos artesãos Israel Miranda de Oliveira (produtor de facas), de Colorado do Oeste e Maurílio Freitas da Silva (produtor de relógios), de Cacoal, os demais participantes da feira – Maria da Silva Lima, Elisana Sales Ribeiro, Geralda Rocha de Souza, Karina Esteves da Rocha, Kelia Regina Oliveira Vieira Rocha, Márcia Regina Tavares Marques, Maria da Conceição Oliveira da Costa, Lucilena Souza Maia, Maria Ignes da Silva, Rosana Aparecida Dourado, Rosângela de Souza Saraiva, Sidney de Oliveira Costa, Uilian da Costa Lima e Vera Lúcia de Souza Zorik Vidal – são todos de Porto Velho e foram classificados exatamente pela qualidade e importância dos trabalhos que produzem.

Ela explicou que, em que pese atender ao comando federal, o trabalho da Coordenadoria realizado em Rondônia tem sempre o apoio do governo Estado que, por meio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), desenvolve importante trabalho de incentivo às produções artesanais locais. Importa destacar que a Coordenadoria Estadual de Artesanato é vinculada ao Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) do Ministério da Economia, Indústria e Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Wélida Sodré informou que todo o trabalho da Coordenadoria no Estado obedece a uma estratégia de divulgação e exposição dentro de um planejamento de 10 feiras (feirinhas) anuais, num calendário que começa em janeiro (dia 31), seguindo em fevereiro (21), março (27), abril (30), junho (03), julho (31), agosto (28), setembro (01), outubro (06) e o mês de novembro, no dia 27, com grande diversidade de produtos em cipó, madeira, pedra, cerâmica, sementes, esculturas e outra infinidade de material indígena.

A exposição em Porto Velho, assim como as outras 10 planejadas para todo ano de 2020, é aberta a todo público.

Fonte
Texto: Cleuber Rodrigues Pereira
Fotos: Daiane Mendonça e Leandro Morais
Secom – Governo de Rondônia