Conectado por

Acre

Água é racionada no município de Brasiléia por falta de produto químico no Depasa

Publicado por

em

Os produtos que servem para a limpeza da água captada no Rio Acre, em Brasiléia e Epitaciolândia estão em falta. Diante disso, o Departamento de Saneamento está racionando a água que é enviada para a casa dos moradores das duas cidades. O problema já ocorre há cerca de duas semanas.

Continua após a publicidade

Segundo conta o site O Alto Acre, muitos moradores estão recebendo água racionada, e a que chega está suja e com pouca força para subir nas caixas d’água. As reclamações estão sendo notadas nas redes sociais, onde os moradores postam fotos do produto chegando sem condições de uso nas torneiras das residencias.

O gerente do Depasa de Brasiléia, José Araújo, confirmou a falta dos produtos para limpar a água barrenta captada do rio. Segundo uma fonte, a falta seria por causa do Governo do Estado não ter dinheiro para comprar o suficiente para abastecer o Acre.

“Consegui um pouco, cerca de 150 kg na cidade de Epitaciolândia para hoje. O pessoal disse que chegaria na segunda-feira [dia 5], e vai enviar cerca de 2000 kg, mas ainda é pouco. Pedimos que a população economize água em suas casas até a normalização do abastecimento”, comentou, mas sem dizer por quanto tempo isso vai permanecer.

Segundo foi levantado também, o Depasa na cidade de Brasiléia, não arrecada o suficiente para poder se manter. Mesmo muito dos consumidores pagando a taxa mínima, tem um número superior que não paga, gerando uma inadimplência sem precedentes. Sem dinheiro, serviços entram em crise.

O abastecimento está sendo realizado de forma reduzida e os consumidores tem que economizar água de alguma forma, ou poderão ficar sem por cerca de três dias, principalmente àqueles que possuem caixas d’águas de pequeno porte.