Conectado por

Agronegócios

Aftosa: Ministério da Agricultura adia calendário de retirada de vacinação


Compartilhe:

Publicado por

em

O Ministério da Agricultura decidiu nesta quarta-feira, dia 27, adiar de maio para novembro de 2019 a última etapa de vacinação contra aftosa dos rebanhos do Acre, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia. A medida foi tomada após reuniões com representantes dos setores público e privado desses estados nos dois últimos dias.

A retirada faz parte do Plano Estratégico para Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) em bovinos e bubalinos nos estados participantes do bloco 1 que tem Acre, Amazonas, Rondônia e parte de Mato Grosso como zona. No caso de MT, cinco municípios fazem parte do grupo: Rondolândia, Colniza, Juína, Aripuanã e Comodoro.

“Chegou-se a um consenso após análise técnica das ações do  Estratégico para Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA) em bovinos e bubalinos executadas pelos estados”, conta o diretor técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, que participou do encontro.

Segundo o ministério, a mudança visa garantir a plena execução do programa. “Apoiamos a decisão por estar pautada em avaliações técnicas que darão mais credibilidade ao Plano e mais segurança ao produtor”, afirmou Manzi. Após dois anos sem vacinação, estados podem recorrer a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) o certificado de área livre de  aftosa sem vacinação.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *