Conectado por

Mato Grosso

Janiana Riva e senador visitam unidade referência em parto humanizado de MT para tratar de violência obstétrica


Compartilhe:

Publicado por

em

A convite da direção do Hospital e Maternidade Santa Helena, localizado em Cuiabá, a deputada estadual Janiana Riva (MDB) e o senador Wellington Fagundes (PL), estiveram no local na tarde desta quinta-feira (28.07) para conhecer a estrutura e o trabalho que é feito na unidade, de humanização do parto e acolhimento às mães e bebês que precisam ficar internados.

Janaina tem sido combativa e pediu que a comissão de saúde da Assembleia Legislativa e o Ministério Público Estadual, acompanhem de perto as recentes denúncias de violência obstétrica que vem ocorrendo em Mato Grosso.

“Eu fiz questão de estar aqui hoje e trazer comigo o senador Wellington que tem encampado comigo essa luta contra a violência obstétrica, para ouvir a sugestão dos profissionais que atuam aqui na unidade sobre a legislação vigente hoje no País com relação aos direitos das parturientes e o que podemos fazer para dar mais segurança às mães e diminuir os índices de violência obstétrica”, disse a parlamentar.

Em uma conversa recente com o senador Wellington Fagundes, Janaina apresentou a demanda sobre os índices que tratam da violência obstétrica e ele encaminhou uma indicação ao Governo Federal, através do Ministério da Saúde, propondo a adoção de um formulário-padrão nas unidades de saúde em que estejam descritas objetivamente as condutas com as quais a gestante e a parturiente concordam, ou não, que sejam praticadas durante o trabalho de pré-natal, parto e pós-parto.

“A mulher precisa se sentir protegida em sua gestação e na hora do parto. A visita de hoje foi muito proveitosa e enriquecedora do ponto de vista técnico porque ouvimos grandes profissionais que atuam nessa área. Hoje o Hospital Santa Helena é referência em maternidade e é o hospital que mais realiza partos via SUS em Mato Grosso. São cerca de 10 mil partos por ano”, explicou.

O senador Wellington Fagundes apresentou à direção do hospital a indicação que fez ao Ministério da Saúde de combate à violência obstétrica. “O que queremos é que as mães estejam cada vez mais protegidas.  O que fizemos aqui nesta visita foi ouvir médicos e enfermeiros para que possamos atuar em uma legislação eficaz de combate obstétrica”, finalizou.

Acompanharam a visita os médicos Claudia Preza, Ricardo Saad, Luiz Fernando (que também é vereador em Cuiabá) e a diretora da unidade, Zoraida Mady.

Assessoria

Publicidade
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento