Conectado por

Porto Velho

AGOSTO LILÁS: Porto Velho conscientiza a sociedade contra a violência doméstica


Compartilhe:

Publicado por

em

Desde o ano de 2008 a mulher vítima de violência no município de Porto Velho conta com o trabalho do Centro de Referência Especializado da Assistência Social no Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica, também conhecido como Creas Mulher. O trabalho do local ganha ainda mais importância na campanha “Agosto Lilás”.

É em agosto também que a Lei Maria da Penha completa 16 anos. Com o objetivo de intensificar a divulgação da lei, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre a violência doméstica no Brasil, foi criada a campanha “Agosto Lilás”.

“Neste ano, durante a campanha ‘Agosto Lilás’, estamos em parceria com os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) de Porto Velho para realizarmos a divulgação da Lei Maria da Penha, o serviço de atendimentos oferecido pelo Creas Mulher e do Programa Mulher Protegida, de autoria do Estado, além de participarmos ativamente em ações de órgãos governamentais e não-governamentais através da Rede Lilás”, explica a coordenadora do Creas Mulher, Rosa Velaine.

Mulheres vítimas de violência doméstica encontram acolhimento e apoio no Creas MulherMulheres vítimas de violência doméstica encontram acolhimento e apoio no Creas Mulher“O serviço do Creas Mulher realiza atendimentos de orientação nas áreas social, psicológica e jurídica para mulheres, mulheres trans, independente de orientação sexual, conforme a Lei Maria da Penha – 11.340/2006. Com o objetivo de auxiliar a mulher na ruptura da situação de violência, na reconstrução de sua cidadania, resgatar sua autoestima e se reestruturar fisicamente e emocionalmente”, pontua a coordenadora do Creas Mulher, Rosa Velaine.

Através de uma escuta acolhedora, o município recebe a vítima ou estabelece contato telefônico. “Atendendo de forma humanizada e multidisciplinar, realizamos os encaminhamentos necessários, sempre respeitando a sua autodeterminação, mas orientando quanto às medidas pertinentes para cessar o ciclo da violência ao qual a mulher está inserida”, acrescenta a coordenadora.

Na última terça-feira (2), o Creas Mulher deu início às atividades do “Agosto Lilás” com palestra no Cras Dona Cotinha. Rosa Velaine e a psicóloga Thaís Tudela realizaram palestra sobre a Lei Maria da Penha e sua tipificação de violências.

A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados:

CREAS Mulher – (69) 98473-4725 – Rua Antônio Lourenço P. de Lima (antiga rua Venezuela), 2360 – Bairro Embratel;
Ligue 180 – Central de atendimento à mulher”, ligações recebidas 24 horas/dia;
Delegacia da Mulher e Família – (69) 98418-7820 ou 197, Av. Amazonas, 8145 – Bairro Escola de Polícia;
Polícia Militar-190;
CREAS – Plantão Social 24H (69) 98473-5966 – Av. Pref. Chiquilito Erse (antiga Av. Rio Madeira), 2707 – bairro Embratel
Ministério Público/RO – Promotoria de Justiça de combate à violência doméstica – (69) 98408-9931
Ouvidoria das Mulheres – MP/RO – (69) 999.770.180

Texto: Semasf
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento