Conectado por

Saúde

Volta às aulas: Saiba a importância de manter as vacinas das crianças e adolescentes em dia

Publicado por

em

Continua após a publicidade

As férias escolares estão terminando e, com a volta às aulas, os pais devem redobrar a atenção para evitar o contágio por doenças que podem ser transmitidas na escola. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia para prevenir casos de doenças de transmissão interpessoal, considerando o convívio em ambientes coletivos, como as salas de aula.1,9

Uma das doenças graves que pode ser transmitida é a meningite meningocócica, uma infecção bacteriana das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, podendo causar sequelas e até mesmo levar a óbito.2 Até 23% dos adolescentes e adultos jovens podem ser portadores da bactéria causadora da meningite meningocócica e podem transmití-la para outras pessoas através da saliva e partículas respiratórias, sem necessariamente desenvolver a doença. Por isso é importante a prevenção.2-5

“Dessa forma, além dos próprios adolescentes ficarem protegidos, a vacinação também ajuda a evitar a disseminação da doença para outras pessoas que convivem com eles dentro e fora da escola, como colegas, professores e crianças menores. Além disso, alguns bebês e crianças não podem receber determinadas vacinas devido a alergias graves, sistemas imunológicos debilitados ou outras razões. Para ajudar a mantê-los protegidos, é importante que as outras pessoas e membros da família estejam vacinados também”, afirma Dr. Jessé Alves (CRM 71991 SP), infectologista e gerente médico de vacinas da GSK.

O Ministério da Saúde orienta a vacinação das crianças e dos adolescentes de acordo com o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e todas as vacinas recomendadas no PNI estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).6,7

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) possuem calendários de vacinação com recomendações que complementam o PNI, abrangendo também vacinas que atualmente só estão disponíveis na rede privada para a imunização das crianças e jovens.8,9

Segundo o Dr. Jessé, é importante que os pais e responsáveis não deixem as vacinas das crianças e dos adolescentes em atraso. “A imunização é a principal forma de proteção contra diversas doenças sérias e, caso, alguma dose esteja em aberto ou alguma vacina não tenha sido administrada, é importante fazer a atualização da caderneta de vacinação o quanto antes”, alerta Dr. Jessé.

Meningite Meningocócica

A meningite meningocócica é causada pela bactéria Neisseria meningitidis que possui 13 sorogrupos identificados, sendo que cinco deles são os mais comuns (A, B, C, W e Y).2,3,11

A vacinação é a principal forma de prevenção contra a doença.10,11 Outras formas que podem ajudar na prevenção incluem evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos.10

Atualmente, existem vacinas para a prevenção dos cinco sorogrupos mais comuns no Brasil, as vacinas contra a meningite meningocócica causada pelo tipo B e as vacinas contra os tipos A, C, W e Y.8-13 A vacina contra os tipos A, C, W e Y, por exemplo, é recomendada nos calendários das sociedades médicas a partir dos 3 meses de idade, bem como para jovens.8,9 A vacina para a prevenção da meningite meningocócica causada pelo tipo B é recomendada a partir dos 3 meses de idade pelas sociedades médicas.8,9

Nos postos de saúde, a vacina contra a doença causada pelo meningococo C é disponibilizada para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.7

Material dirigido ao público geral. Por favor, consulte o seu médico.

Sobre a GSK

Somos uma empresa global de saúde com foco em ciência e com um propósito especial de ajudar as pessoas a fazer mais, sentir-se melhor e viver mais. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Nosso objetivo é ser uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

Referências:

  1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Volta às aulas: Sociedade Brasileira de Pediatria divulga conjunto de recomendações para garantir a boa saúde dos escolares. Disponível em: <http://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/volta-as-aulas-sociedade-brasileira-de-pediatria-divulga-conjunto-de-recomendacoes-para-garantir-a-boa-saude-dos-escolares/>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  2. WORLD HEALTH ORGANIZATION. Meningococcal meningitis. Disponível em: <www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/meningococcal-meningitis>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  3. CASTIÑEIRAS, TMPP. et al. Doença meningocócica. In: CENTRO DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PARA VIAJANTES. Disponível em: <http://www.cives.ufrj.br/informacao/dm/dm-iv.html>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  4. ERVATI, M.M. et al. Fatores de risco para a doença meningocócica. Revista Científica da FMC, 3(2): 19-23, 2008.
  5. CHRISTENSEN, H. et al. Meningococcal carriage by age: a systematic review and meta-analysis. Lancet Infect Dis, 10(12): 853-61, 2010.
  6. BRASIL. Ministério da Saúde. A vacinação ainda é a melhor forma de prevenir doenças. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/52650-a-vacinacao-ainda-e-a-melhor-forma-de-prevenir-contra-doencas>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  7. BRASIL. Ministério da Saúde. Vacinação: calendário nacional de vacinação. Disponível em: <https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/jpg/2019/marco/22/Calendario-de-Vacinacao-2019-Atualizado-Site-22-03-19.jpg>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  8. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Calendário vacinal SBIm 2019/2020: do nascimento a terceira idade (atualizado em 21/01/2020). Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-0-100.pdf>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  9. SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Calendário de vacinação da SBP 2019. Disponível em: < https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/21273o-DocCient-Calendario_Vacinacao_2019.pdf>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  10. BRASIL. Ministério da Saúde. Meningite: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. 2019. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/meningites>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  11. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Doença meningocócica (DM). 2019. Disponível em: <https://familia.sbim.org.br/doencas/doenca-meningococica-dm> Acesso em: 09 jan. 2020.
  12. PORTAL ANVISA. Aprovado registro de nova vacina contra meningite B. 2019. Disponível em: <http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/aprovado-registro-de-nova-vacina-contra-meningite-b/219201?inheritRedirect=false>. Acesso em: 09 jan. 2020.
  13. Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando os limites “REGIÃO DE NOTIFICAÇÃO” para Linha, “SOROGRUPO” para Coluna, “CASOS CONFIRMADOS” para Conteúdo, “2018” para Períodos Disponíveis, “MM”, “MCC” e “MM+MCC” para Etiologia, e “TODAS AS CATEGORIAS” para os demais itens. Base de dados disponível em: <http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/meninbr.def>. Acesso em: 09 jan. 2020.

ASSESSORIA