Conectado por

Saúde

Você sabe como o comprimido atua no organismo?


Compartilhe:

Publicado por

em

De cores, formatos e tamanhos diferentes, os comprimidos, drágeas e cápsulas disponíveis nas farmácias têm em comum a função de carregar os princípios ativos dos medicamentos em doses precisas. Além do ingrediente ativo, responsável pela ação farmacológica do medicamento, os comprimidos levam em sua composição os excipientes: substâncias inertes com funções variadas, como desintegrantes e solubilizantes. Além disso, garantem praticidade no uso e podem até ajudar a mascarar o eventual sabor ou aparência desagradável do fármaco, que prejudicaria a adesão do paciente ao tratamento. Desde o momento em que é engolido, até a absorção do princípio ativo, os comprimidos percorrem o seguinte caminho: 

  1. Boca e garganta: o comprimido passa pelo esôfago sem dificuldade
  2. Trato gastrointestinal: o comprimido se desintegra, o ingrediente ativo é liberado na corrente sanguínea.
  3. Fígado: metaboliza o princípio ativo.
  4. Coração: o coração bombeia o sangue com o ingrediente ativo para circular pelo corpo.

“Em sua composição, os medicamentos precisam de excipientes farmacêuticos, que não têm efeito curativo, mas são essenciais para levar o princípio ativo ao organismo, cumprindo com diversas funções, de acordo com a necessidade de cada fármaco”, explica Fernanda Furlan, gerente sênior do negócio de Farma da BASF para a América do Sul. “O excipiente pode torná-lo mais fácil de engolir, servir como desintegrante permitindo a liberação rápida dos ativos, ou capaz de resistir ao suco gástrico para ser absorvido no intestino, melhorar sabor e aparência, enfim, têm inúmeras funções de acordo com a necessidade de cada medicamento”, completa.

Each year the pharmaceutical industry produces more than 1.3 trillion tablets. These do not only consist of the actual active ingredient, but also of various excipients. They are necessary to ensure that the active ingredient can be absorbed by the body in the right place and at the right time. Depending on requirements they must be formulated and selected. One challenge is the bioavailability. Whereas in the past the active ingredient molecules were often simple and very soluble, they are now often complex and poorly soluble. Thus it is often difficult for the human body to absorb them, which limits their efficacy. More than 70 percent of newly developed active ingredients are affected. In order to improve the bioavailability BASF provides solutions, such as Soluplus®. Overall, the company offers more than 100 different products for the pharmaceutical industry.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *