Conectado por

Elza Amorim Carvalho

Visões e traslado: traficantes e lotes falso de remédio, reportagens, enchente, pilastra e viaduto, mar e barcos


Compartilhe:

Publicado por

em

Na madrugada do dia 29 de novembro eu fui mais uma vez trasladada em meu espírito e eu ouvir vários noticiários de coisas que vão acontecer.
Eu ouvir uma reportagem muito tensa, era relacionado ao tráfico de drogas e isto estava causando grande destruição na vida das crianças e jovens.
Falava de traficantes do Rio de Janeiro que estava entorprcendo crianças em São Paulo.
E ouvir um homem falar assim com o outro : “aquele garoto é meu”

Neste instante eu vi um garoto correndo desesperado, ele estava  fugindo de um homem que vinha atrás dele, e que séria um traficante.

Eu vi muitas pessoas envolvidas,  mas era tudo sombrio e eu estava com bastante dificuldade para entender, pois, a minha cabeça parecia querer explodir.
Porém, tinha algo relacionado com lote falsificado de remédio que às crianças estavam tomando sem os pais saberem que era drogas no lugar do remédio.
E muitas crianças e jovens estavam ficando viciados devido a isto.
E eu vi uma caixa amarela com uma tarja preta.
Quando a minha mente voltou o nome que estava em minha memória era “paracetamol”

Depois eu ouvia muita confusão,  tumulto, várias coisas ao mesmo tempo.
Eu entendi a palavra “racismo”
(Algo com isto irá repercutir)

Depois eu via algo como um quebra-cabeça, ou caça palavras.  Era como um pedido de ajuda.
E eu fui juntando as letras  e formei a seguinte frase:
“Um menino pede socorro “
Eu me assustei.
(Alguma criança está sendo dopada sem seus pais perceberem)

Depois eu ouvir uma reportagem e o repórter disse assim:  “está tudo enchendo de águas “
Eu assustei-me .

Na madrugada do dia 30 eu tive outras visões e também fui trasladada.

Eu ouvir vários noticiários ao mesmo tempo, muito tumulto e ouvir assim:
“…Assim,  ela reconheceu o indivíduo no instituto de criminalista”
Está reportagem era daquelas que contam a história.

Depois eu vi uma enorme pilastra, destas que sustenta um grande viaduto ou  ponte.
E vi o viaduto parecia  de grandes aceso,  ou melhor, um lugar onde há muito transitar de veículos.
Eu me vi quase abaixo deste lugar,  era muito grande,  e algo aconteceu, e começou naquela aquela pilastra.

Depois eu vi o mar e centenas de barcos pequenos, alguns a vela.
Algo acontecia,  mas estava sombrio eu não conseguir entender.
Parei de ver

Muitas outras coisas eu vi e ouvir, mas não conseguir anotá-las.

Mas, quando vier isto (eis que está para vir), então saberão que houve no meio deles um profeta.
Ezequiel 33:33

Pra Elza Amorim Carvalho
[email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *