Conectado por

Elza Amorim Carvalho

Visão: vários incêndios, várias explosões, muito sofrimento e mortes, avião caí – Por Elza Amorim Carvalho

Publicado por

em

Na madrugada do dia 25 de dezembro de 2019, eu tive às seguintes visões:

Continua após a publicidade

Eu vi um lugar parecido com arquibancadas de futebol, tipo do interior, ou uma arena de teatro estilo antigo.
E eu vi, em um lado que parecia uma concha acústica,  no meio, um montante de fogo, e, aquele fogo começou a crescer e demorou subindo.
Parei de ver

Depois eu vi, como um flash, e do meu lado esquerdo, não sei se eram casas, prédios, ruas.
Mas haviam algo ali, eu vi uma explosão, e foi tanto fogo, muito fogo,  era meio amarelado.
Parei de ver.

Na noite do dia 26 de dezembro eu tive uma impressionante visão.
Antes, eu estava tentando lembrar-me da letra da música “futura escuridão”
E eu comecei a cantar dentro de mim.
De repente, a minha mente foi tomada mesmo eu cantando dentro de mim.
E quando eu comecei a cantar a parte que diz:
Um dia não haverá mais o amanhã não, Só o som, que o ai produz
Na escuridão …
Enquanto eu a cantava eu vi uma cena muito impactante.
Eu vi um grupo de mulheres,  vestidas de preto e marrom escuro, os vestidos eram compridos e algumas delas tinham um pano preto cobrindo a cabeça, e elas seguiam em cortejo, umas amparando as outras.
Na frente delas vinha como se fosse um arado, era uma comprida e larga tábua, sendo puxada por algo ou pessoas.
Sobre essa tábua estavam diversos caixões de crianças, eram todos muito brancos. Um ao lado do outro.
E mais na frente, haviam outros grupos de homens e eles puxavam também caixões, só que era de madeira, e era de adutos.
E, as mulheres lamentavam-se muito.
Eu via tantas tristezas e uma terrível  dor que os acometiam.
Foi quando eu parei de ver.

E a música revirava dentro de mim.
E eu ouvir o País que acontecia isto, mas eu fiquei tão impactada que demorei de anotar, acabei esquecendo.
Não recordo se era a Índia, China, ou outro similar.

Depois eu me vi olhar para o céu,  e vi  passando um avião,  estava distante, eu via só as luzes piscando.
De repente, ele estava muito próximo e as luzes piscavam forte de frente para mim, no meu olhar.
Minha mente voltou
(Pode ser queda de avião no território Baiano)

Depois eu via muito fogo, ouvir uma explosão e o fogo subia estupidamente e ocupava uma grande área.
Parei de ver.

Vi ainda mais fogo e ele se estendia parecia querer devorar tudo. Era um fogo esbranquiçado e depois amarelado.
Parei de ver

Era aproximadamente às 14:20hs do dia 26 de dezembro e eu vi, parecia uma grandiosa explosão, não sei se vulcânica ou provocada.  E, eu vi uma gigantesca coluna de fumaças subir, e ocupava uma exorbitante altura.
E a fumaça que parecia poeira se alastrava pelo espaço.
No início era clara, mas depois foi esquecendo.
Eu vi a fumaça várias vezes.

Mas, quando vier isto (eis que está para vir), então saberão que houve no meio deles um profeta.
Ezequiel 33:33

Pra Elza Amorim Carvalho
[email protected]