Conectado por

Porto Velho

Vereadora explica confusão no Sindeprof após PM ser barrado com arma

Publicado por

em

A vereadora Elis Regina gravou um vídeo para esclarecer uma confusão envolvendo um segurança do clube do Sindeprof e um policial militar, ocorrida neste domingo (23). Ela acabou indo parar na Central de Flagrantes de Porto Velho. O militar foi barrado após tentar entrar armado e chamou uma viatura.

Em sua residência, acompanhada do esposo e um amigo, a vereadora disse que foi liberada pelo delegado plantonista, que não viu crime.

Ela explicou ainda que não estava no sindicato no momento da confusão e que foi apenas acompanhar o segurança, que teria sido detido por cumprir uma ordem interna.

O caso

O policial relatou aos colegas de farda que tinha ido ao clube, juntamente com a esposa, quando foi abordado por um segurança, informando que iria proceder uma revista pessoal.

Ao informar que estava armado, o segurança o impediu a entrada no clube, legando que uma norma interna proibia pessoas portando armas de fogo no local. Ele disse que estava com a carteira funcional e com o porte de arma.

Após aguardar cerca de 30 minutos, sem a solução para o problema, o militar resolveu acionar uma viatura. Os policiais chegaram e conversaram com o vice-presidente do clube e explicou as regras.

O segurança que impediu a entrada do policial militar foi encaminhado para a Central de Flagrantes. Na delegacia, a vereadora Ellis Regina disse que a ordem para proibição da entrada do policial no local partiu dela, que é representante legal dos associados e que o segurança apenas cumpriu suas ordens.

Fonte:www.rondoniagora.com