Conectado por

Mato Grosso

Várzea Grande tem o menor índice de homicídios dos últimos seis anos


Compartilhe:

Publicado por

em

O município de Várzea Grande (Região metropolitana de Cuiabá-MT) tem vivido dias de paz, pelo menos nos dois primeiros meses do ano, e já registra o menor índice de homicídio desde 2013. A diminuição do índice, resultado de vários fatores segundo o coronel PM Marcos Roberto Sovinski, que assumiu o comando do CR-II, no dia 13 de agosto de 2018.

Nos números apresentados pelo Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP) da Polícia Militar, a média de pessoas assassinadas nos dois primeiros meses no município era de 23 pessoas mortas entre janeiro e fevereiro, e em 2019, apenas três homicídios foram registrados.

Em conversa com o Circuito Mato Grosso, o coronel Sovinski, ressaltou que o que gera o número positivo, são as ações desenvolvidas por policiais do 4º Batalhão, 25º Batalhão e Força Tática que atuam em aproximadamente 130 bairros da cidade industrial e também variáveis que envolve desde saúde pública, até um sistema que possa punir o indivíduo criminoso.

Entre as operações realizadas pelo CR-II no ano, 34 pessoas foram presas com mandado de prisão em aberto, 36 armas apreendidas, além de 244 pessoas detidas em flagrante, o que reflete diretamente na positividade do balanço.

O ano que nos dois primeiros meses o município apresentou o maior número de homicídios foi 2014, onde na cidade aconteceram 17 mortes em janeiro e 20 em fevereiro. Já comparado ao ano passado, Várzea Grande reduziu 81% o índice de homicídios.

Na avaliação do coronel, muitos ações integradas com a Polícia Civil e a Guarda Municipal contribuem para que Várzea Grande tenha dias de paz.

“As forças de segurança exercem um papel importante nesta questão do homicídio, na medida em que, trabalhando com inteligência, análise criminal e extremamente motivados, se consiga trabalhar de forma independente, integrada e harmônica ao mesmo tempo. A intensidade das operações civis e militares, definição de áreas prioritárias e seus períodos críticos, apreensões de drogas e armas, com uma estrutura adequada, são fatores que contribuem para os números alcançados”, disse o comandante.

http://circuitomt.com.br/disco01/imagens/2019/03/12/Grafico%20homicidios%20VG.jpg

Além disso, o coronel Sovinski enalteceu o trabalho do comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Jonildo José de Assis que tem focado em operações em todo estado.

“Nosso comandante, coronel Assis, tem focado muito nas operações policiais e a PM em Várzea Grande tem feito sua parte com seus Batalhões. Vejo muita disposição das Polícias Civil e Militar na cidade, e ainda temos a ajuda da Guarda Municipal que auxilia muito. Não há como melhorar resultados sem que todos atuem de forma coordenada e firme”, finalizou.

Para a reportagem, o coronel Jonildo José  Assis explicou que os índices são trabalhos dos policiais militares dentro de um plano de comando de potencialização das ações ostensivas, e também aliado a um planejamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

“Os números são frutos do trabalho dos policiais militares dentro do nosso plano de comando, que era potencializar as ações ostensivas  e de repreensão primária da Polícia Militar, e também é um mérito de um conjunto de toda segurança pública que acaba somando esforços nessa sinergia para a redução dos índices criminais”, detalhou.

Ainda o coronel Assis contou que os números consideráveis de janeiro e fevereiro, pretende repetir em março, para que a segurança feche bem o primeiro trimestre de ações.

Policiamento em pontos estratégicos de VG Foto: PMMT

Abordagem realizada pela Força Tática em VG Foto: PMMT

Várzea Grande tem o menor índice de homicídios dos últimos seis anos