Conectado por

Uncategorized

Vacinação contra covid-19 na Resex Rio Cautário é concluída; campanha teve duração de três dias


Compartilhe:

Publicado por

em

Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) conclui a ação de vacinação de moradores na Reserva Extrativista do Rio Cautário em parceria com a Prefeitura de Costa Marques. No total 32 pessoas entre crianças e adultos foram imunizadas em três dias.

Durante a ação itinerante a equipe de vacinação disponibilizada pela Secretaria de Saúde do município percorreu as sete comunidades da Resex Rio Cautário para atualizar o cartão de vacina dos moradores. “O transporte da equipe foi feito por agentes da Sedam. Além de vacinar idosos com mais de 60 anos contra a covid-19, foram atualizados os cartões de vacina de todos os outros moradores”, ressaltou Fabio França, o coordenador de unidades de conservação (CUC).

A maioria das crianças estavam com cartões de vacina desatualizados, bem como dos adultos, que evitavam sair da unidade de conservação, devido a pandemia da covid-19 e necessidade de isolamento social. O vice-prefeito de Costa Marques, Cláudio da Nova, acompanhou o último dia de atividade e destacou o apoio do Governo do Estado, na pessoa do governador, coronel Marcos Rocha. “O governador foi muito parceiro ao dar esse apoio à equipe da secretaria de saúde do nosso município, principalmente por se tratar de uma reserva estadual”.

A meta inicial da vacinação era imunizar 20 idosos com idade acima de 60 anos com a vacina Astrazeneca/Oxford. Desse total, de acordo com levantamento feito pela Sedam, o número caiu para 17 e num período de três dias, 10 idosos foram vacinados. Na avaliação da gestora da Resex Rio Cautário, Thayla Araujo, o resultado da ação foi positivo apesar de algumas dificuldades enfrentadas pela equipe, tanto em relação ao deslocamento dentro da reserva, tendo em vista que algumas comunidades ficam muito distantes, quanto a recusa de alguns moradores.

“Nós tivemos três idosos com perfil para serem vacinados que se recusaram a receber a dose do imunizante devido a notícias falsas disseminadas pela mídia no interior da reserva. Dessa forma, outros quatro extrativistas que queriam, acabaram não recebendo a vacina por conta do prazo de aplicação, mas a solução encontrada será levar esses idosos durante a semana até a cidade para serem vacinados e assim não desperdiçar a vacina”, explicou a gestora da unidade.

Para os idosos que receberam a vacina, o imunizante trouxe muita tranquilidade. O extrativista Raimundo Lopes, morador da reserva há quase 50 anos, recebeu a equipe de vacinação na casa de farinha, enquanto fazia a torra do produto de forma artesanal. “Que Deus possa me livrar, por meio dessa vacina que chegou à minha casa. Eu quero mais vacina para ficar livre dessa doença” comemorou o extrativista.

A segunda dose da vacina contra a covid-19 será aplicada em 90 dias, seguindo o procedimento adotado pelo fabricante da vacina.

Rondonia.ro.gov.br