Conectado por

Religião

Um buraco no dique


Compartilhe:

Publicado por

em

Estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas. Chamar-te-ão reparador das roturas. (2 Tessalonicenses 2:15; Isaías 58:12).

Como forma de alegoria, conta-se a história de Hans Brinker, um menino holandês que evitou uma catástrofe:

Ao passar por um dique notou que saía água por um pequeno buraco e que o mesmo crescia cada vez mais. Se o dique cedesse, o mar submergiria todo o povo. O menino tomou rapidamente a decisão de colocar seu dedo para tapar, provisoriamente, o buraco. Aguentou durante horas até que chegaram os reforços. Não fez grande coisa, mas essa simples ação salvou a vida de muitas pessoas. Assim também acontece conosco no âmbito moral. O mundo chamado cristão corre o perigo de ser submergido por influências corruptoras. Critica-se a Bíblia e todos os princípios divinos são desprezados. O matrimônio e muitas outras instituições divinas, que deveriam ser respeitadas, são pisoteadas. Nessa situação, Deus busca homens que se decidam por Ele.

Não se trata de ter um grande conhecimento ou capacidades excepcionais, mas de permanecer firmes a respeito do mal que se infiltra. Se com toda simplicidade recebermos a Bíblia como a Palavra de Deus e aprendermos a dizer “não” a tudo o que se opõe à ordem de Deus, faremos parte dos que se colocam diante dEle na brecha (Salmo 106:23).

“Havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes” (1 Tessalonicenses 2:13).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento