Conectado por

Saúde

Ultrassonografia transvaginal: Como é o exame?


Compartilhe:

Publicado por

em

O que é ultrassonografia transvaginal?

O ultrassom transvaginal (ou ultrassom endovaginal) é um exame de diagnóstico médico no qual o profissional aplica um pequeno aparelho de ultrassom chamado transdutor, introduzido na vagina, que produz ondas de som que serão transformadas pelo computador em imagens para visualizar órgãos dentro da cavidade pélvica. É assim chamado porque as ondas de ultrassom atravessam a parede vaginal para estudar tecidos e órgãos além dela, como útero, trompas de Falópio, ovários, colo do útero, etc.

Por que fazer uma ultrassonografia transvaginal?

Existem muitas razões pelas quais uma ultrassonografia transvaginal é recomendável, incluindo: um exame físico pélvico ou abdominal anormal; sangramento vaginal ainda não diagnosticado; dor pélvica de causa a esclarecer; gravidez ectópica; infertilidade; verificação de cistos ou miomas uterinos; verificação de que o DIU esteja ou não na posição correta, etc.

Resultado de imagem para ultrassonografia transvaginal

Durante a gravidez, uma ultrassonografia transvaginal também pode ser recomendada para monitorar os batimentos cardíacos do feto, examinar o colo do útero, examinar a placenta, identificar a origem de qualquer sangramento anormal, diagnosticar um possível aborto espontâneo ou confirmar uma gravidez.

Como se processa o exame de ultrassonografia transvaginal?

Este procedimento requer pouca ou nenhuma preparação especial. A paciente deve retirar do corpo joias e outros adereços, usar roupas soltas e confortáveis ou pode ser solicitada a usar um vestido especial fornecido pelo serviço de exame. Dependendo das instruções do médico e das razões para a realização da ultrassonografia, a bexiga pode precisar estar vazia ou parcialmente cheia.

Para realizar o exame, a paciente deve deitar de costas na mesa de exame e dobrar os joelhos para ficar em posição ginecológica. O médico cobrirá o transdutor com um preservativo (depois de verificar que sua paciente não tem alergia ao látex) e um gel lubrificante, depois deverá inseri-lo na vagina da paciente. Esta poderá sentir alguma pressão enquanto o médico insere o transdutor; sensação semelhante à pressão sentida durante o exame de Papanicolaou, quando o médico insere um espéculo na vagina.

Com o transdutor assim colocado, as ondas sonoras começam a transmitir para um monitor imagens dos órgãos no interior da pelve. Se o médico, então, gira lentamente o transdutor enquanto ainda está dentro da vagina, obterá uma visão mais abrangente dos órgãos.

O médico pode pedir uma ultrassonografia de infusão salina, que é um tipo especial de ultrassonografia transvaginal que envolve preencher o útero com água salgada estéril, para ajudar a identificar possíveis anormalidades no interior daquele órgão.

Qual é o exame “equivalente” ao ultrassom transvaginal nos homens?

Nos homens, um ultrassom pélvico é feito com técnica similar ao ultrassom transvaginal através do reto e é usado para avaliar a bexiga, as vesículas seminais e a próstata. A ultrassonografia transretal é um estudo que envolve a inserção de um transdutor de ultrassonografia especializado no reto do homem e que pode ajudar a identificar pedras nos rins, tumores da bexiga e outras desordens da bexiga urinária.