Conectado por
Governo de Rondônia

Política

TRE-RO diploma candidatos eleitos na terça-feira, 18

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) diplomará os candidatos eleitos e suplentes na próxima terça-feira (18). A solenidade será a partir das 17h, no auditório de uma faculdade particular, em Porto Velho.

Entre os diplomados estará o futuro governador do Estado, Coronel Marcos Rocha (PSL), e seu vice, Zé Jodan (PSL). Ambos foram eleitos no segundo turno. Além dos dois senadores eleitos, Marcos Rogério (DEM) e Confúcio Moura (MDB), oito deputados federais e 24 deputados estaduais serão diplomados.

Durante a cerimônia, cada um dos eleitos será chamado para receber o certificado, sendo dada a palavra ao governador e ao candidato mais votado para cada cargo legislativo. Estarão presentes o presidente e a direção geral do Tribunal.

A cerimônia, que tem previsão de término às 20h, é considerada pelo TRE-RO como o último ato da eleição, que começou com o registro de candidatura e terminará com a entrega dos certificados que validam os votos recebidos por cada candidato durante os dois pleitos de 2018.

A diplomação, segundo o TRE-RO, é um requisito para que o candidato eleito tome posse em 2019.

E Jair Montes?

Consultada, a assessoria do TRE-RO informou ao G1 que o tribunal ainda não foi notificado formalmente pela Procuradoria-Geral Eleitoral, do Ministério Público Federal de Rondônia (MPF-RO), sobre a cassação do diploma do deputado eleito Jair de Figueiredo Monte (PTC), o Jair Montes. Ele foi preso preventivamente na última sexta-feira (14).

A assessoria informou também que o diploma está diretamente ligado à eleição do candidato em si e não a questões que envolvem a Justiça.

G1 tentou contato com o advogado do deputado eleito durante a tarde para saber se ele estará na solenidade ou não para ser diplomado. Porém, até o fechamento desta publicação, as ligações não foram atendidas.

Jair Montes e Fernando Braga Serrão, o Fernando da Gata, foram detidos pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil de Rondônia. Ambos são investigados na Operação Apocalipse, deflagrada em 2013.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *