Conectado por

Agronegócios

Terço médio da gestação tem papel essencial no ganho de peso de bezerros

Publicado por

em

A suplementação equilibrada das vacas de corte neste período é determinante para o desempenho a longo prazo dos bezerros, reforça Trouw Nutrition

Continua após a publicidade

 

A fase de gestação da vaca aliada a nutrição ideal tem papel fundamental no desenvolvimento dos bezerros. O planejamento precisa ir além de oferecer alimento e suplementação. O produtor precisa estar atento aos processos que envolvem o desenvolvimento do animal desde a gestação. Segundo João Benatti, gerente de produto para Ruminantes da Trouw Nutrition, a nutrição da vaca durante a gestação será responsável pela qualidade dos bezerros que vão nascer.

“O impacto de uma dieta não balanceada durante a gestação chega a longo prazo: animais com baixo desempenho na cria, recria e terminação, com qualidade de carcaça abaixo dos níveis desejados. A gestação é dividida em três terços: inicial, médio e final. No terço médio, do quarto ao sexto mês de gestação, o manejo nutricional é fundamental para determinar o potencial do animal ainda no ventre. É o que chamamos de programação fetal”, explica Benatti.

Essa fase é importante pois é quando começam a ser produzidas as células responsáveis pela formação das fibras musculares. “Depois que o bezerro nasce, ele não forma mais fibras, apenas preenche as formadas enquanto estava sendo gestado. O baixo número de fibras musculares resulta em menor capacidade de crescimento e ganho de peso”, alerta o gerente da Trouw Nutrition.

A programação fetal aumentará o número de fibras musculares e definirá o nível de ganho de peso e o tempo de confinamento até o abate. Mas como atender às necessidades nutricionais da vaca e do feto? Benatti explica que o mês em que a vaca fica prenhe pode influenciar na estratégia nutricional a ser colocada em prática.

“Se uma vaca emprenha em dezembro, por exemplo, de abril a junho passará pelo seu terço médio. Nesse período os animais ainda podem ter forragem disponível e a escassez não ser severa. Porém, se a vaca emprenhar a partir de janeiro, o terço médio da gestação ocorrerá no pico da seca o que pode levar a problemas irreparáveis no bezerro. O uso de suplementos proteicos e proteicos-energéticos pode ser imprescindível para essas vacas.”, indica Benatti.

O ideal é que o terço médio ocorra no outono, quando ainda há disponibilidade de forrageiras. Por isso, as vacas devem emprenhar no início da estação de monta. “O bezerro com maior dificuldade de ganhar peso é da vaca que emprenha entre janeiro e fevereiro, porque o terço médio de gestação cai justamente no período de julho a setembro, quando o desafio é maior.” complementa o especialista da Trouw Nutrition.

Agora, em meados de junho, estamos no início do terço médio das vacas que emprenharam no final da estação de monta. Agora é a hora de tomar a decisão sobre suplementar esses animais e ter bezerros com maior potencial lá para frente. A suplementação nesse caso pode compensar o atraso.

 Texto Assessoria