Conectado por

Religião

Tempero de Cristo – Por Ricardo Oliveira

Publicado por

em

Quanto tempero em suas palavras,

Continua após a publicidade

Que me deixam nos lábios

Um sabor da doçura

Da tua graça, Senhor!

És os batimentos do meu coração,

E a essência de minha alma.

Não quero viver sem estar

Transbordante de teu amor.

Um amar que ultrapassa

A razão de qualquer ser humano.

Embriagues-me com teu sorriso

Quando te encontro na Eucaristia.

Meu bom e sereno PASTOR!

Luz divina das canções

Dos salmistas, dos quais

Escrevem-te poesias

Com tanto sentimento,

Como não desejar

Estar contigo em cada Missa?

Posso sentir a suavidade de teu rosto,

Enquanto permaneces em mim.

ORAÇÃO:

Por tantas vezes Senhor, eu não deixei que teu tempero fizesse parte de mim. Peço com alegria e brilho nos olhos, o sabor para o meu coração. Que ele saiba também temperar a vida do irmão com tua essência!

[email protected]  / [email protected] – Coluna de Segunda a Sexta.

          

www.jornalcontemplatio.blogspot.com.br