Conectado por

Religião

Tempero de Cristo – Por Ricardo Oliveira


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Quanto tempero em suas palavras,

Que me deixam nos lábios

Um sabor da doçura

Da tua graça, Senhor!

És os batimentos do meu coração,

E a essência de minha alma.

Não quero viver sem estar

Transbordante de teu amor.

Um amar que ultrapassa

A razão de qualquer ser humano.

Embriagues-me com teu sorriso

Quando te encontro na Eucaristia.

Meu bom e sereno PASTOR!

Luz divina das canções

Dos salmistas, dos quais

Escrevem-te poesias

Com tanto sentimento,

Como não desejar

Estar contigo em cada Missa?

Posso sentir a suavidade de teu rosto,

Enquanto permaneces em mim.

ORAÇÃO:

Por tantas vezes Senhor, eu não deixei que teu tempero fizesse parte de mim. Peço com alegria e brilho nos olhos, o sabor para o meu coração. Que ele saiba também temperar a vida do irmão com tua essência!

oliveirapoeta.oliveira@gmail.com  / jornalcontemplatio3@gmail.com – Coluna de Segunda a Sexta.

          

www.jornalcontemplatio.blogspot.com.br

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 3 =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento