Conectado por

Religião

Temos a Jesus como capitão ou como passageiro?


Compartilhe:

Publicado por

em

Passemos para o outro lado… E ele estava na popa, dormindo sobre uma almofada, e despertaram-no, dizendo-lhe: Mestre, não se te dá que pereçamos? (Marcos 4:35-38).

Acostumados a pescar no mar da Galileia, os discípulos do Senhor Jesus eram verdadeiros profissionais e conheciam todas as armadilhas desse lugar rodeado de montanhas. Passar para o outro lado não era problema para eles. Sim, Jesus podia contar com os conhecimentos técnicos deles e descansar tranquilo depois da fadiga do dia.

O Senhor se instalou no fundo do barco como um passageiro e não como seu capitão, até o momento em que os elementos enfurecidos os obrigaram a despertar seu Mestre.

O mesmo não acontece conosco também, que contamos com nossa experiência para enfrentarmos as situações que se nos apresentam? Em Sua graça, o Senhor permite que as coisas não aconteçam como havíamos previsto, então não temos outra saída, que não seja pedir-Lhe socorro.

Quanto à educação dos nossos filhos, por exemplo, enquanto ainda são pequenos, alguém pode considerar-se um bom educador, mas na adolescência, geralmente, há conflitos e então nos vemos obrigados a pedir ajuda ao Senhor.

Isso também acontece na vida profissional: depois de muitos estudos e alguns anos de êxito pensamos que temos a experiência suficiente para abordar os problemas que surgem diante de nós. Deixamos o Senhor de lado e é necessário que chegue a tempestade para que Lhe peçamos ajuda.

Recebamos ao Senhor Jesus em nosso barco, como nosso Capitão e não como um simples passageiro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *