Conectado por

Agronegócios

SXSW 2019: A inovação ajuda a transformar a produção de alimentos no mundo


Compartilhe:

Publicado por

em

Além de consistentes resultados financeiros, as empresas precisam ter propósitos muito claros. Isso significa ter causas para lutar e razão para existir, além de conversar com o seu público-alvo. “Dois exemplos: a Natura tem a sustentabilidade como bandeira e a Coca-Cola investe em outras bebidas, como sucos e chá, para se conectar às novas gerações”, informa Giuliano Girondi, diretor de Inovação do Canal Rural.

 

A inovação foi o tema central da palestra de Giuliano Girondi “O Agro no SXSW” na série AgroMarketing Meetings ABMRA, iniciativa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA). O conteúdo apresentado tem como base o que Girondi viu no SXSW 2019 – South by Southwest nos Estados Unidos, o maior evento de inovação do mundo, realizado em março e que envolveu 500 palestras, 2.000 apresentações musicais e 200 horas de filmes. Mais de 300 mil pessoas participaram do SXSW.

 

As agro tendências representaram parte importante da programação do SXSW. “A boa notícia é que a revolução na produção de alimentos já está acontecendo”, ressalta Girondi.

 

O diretor do Canal Rural explica que há iniciativas em diversas frentes do agronegócio. Uma frente é liderada por grandes players digitais, como a Amazon. A empresa colocou em prática o projeto Indoor Farming, que envolve a produção urbana de alimentos.

 

Para isso, a Amazon está locando porões, sótãos e galpões em áreas urbanas, buscando a garantia de qualidade, baixo custo e agilidade na entrega de alimentos. “Esse movimento tem força suficiente para mudar o cenário do fornecimento de alimentos nas grandes cidades nos próximos anos”, relata Giuliano Girondi.

 

Outro exemplo: um dos fundadores do Google está financiando um projeto de carne artificial, assim como as start-ups Impossible Foods e Beyond the Meet. O produto já existe. O sabor já é bem aceito. O desafio é adequar o seu custo à realidade, o que não deve demorar. No Brasil, a Fazenda do Futuro criou o hambúrguer de ‘carne vegetal’.

 

No âmbito dos países, além dos Estados Unidos, o Japão também é pioneiro no cultivo de vegetais em ambiente artificial, desafiado pela restrita área territorial e a grande população. “O Brasil é um player importante na produção mundial de alimentos. Há boas iniciativas isoladas, mas precisamos ter política de estado voltada à inovação. Ainda há muito a progredir”, entende Girondi.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *