Conectado por

Mato Grosso

Sogra e o marido são presos por matar jovem de 23 anos e deixar corpo ao lado da filha recém-nascida

Publicado por

em

Marta Moraes Alves, de 50 anos, e seu esposo, Daniel Cirilo, foram presos em flagrante por homicídio qualificado na quarta-feira (3), em Primavera do leste (231 km de Cuiabá), acusados de matar Thaís Mara dos Santos Gomes, de 23 anos. A vítima era nora do casal e foi encontrada morta com uma faca cravada no braço ao lado da sua filha recém nascida.

Continua após a publicidade

Câmeras de segurança mostram Daniel (que aparentemente possui transtornos mentais) deixando a casa da vítima após o crime.
 
De acordo com a Polícia Civil, o casal foi interrogado pelo delegado Pablo Borges Rigo e ambos negaram o crime, entretanto, as evidências levam a crer na participação dos dois no crime. Uma câmera de segurança instalada perto da casa da vítima registrou o momento que Daniel sai da casa de Thaís por volta das 4h da madrugada e vai embora a pé em direção a casa onde reside com Marta.

Conforme o delegado Pablo Borges Rigo, no mês de maio deste ano, Thaís registrou boletim de ocorrência de injúria em desfavor de Marta Moraes. Na ocasião a jovem não quis representar preventivamente contra a sogra.

“Já na segunda-feira (1) a suspeita e o marido Cirilo registraram boletim de ocorrência contra Thaís pelo crime de danos materiais, em razão de a nora ter ido até a casa do casal e quebrar vários objetos do local”, disse o delegado.   

A Polícia Civil segue com as investigações para esclarecer a motivação e a conclusão do inquérito com indiciamento dos envolvidos.
 
O caso
 
A jovem Thais Mara dos Santos Gomes, de 23 anos, foi encontrada morta na tarde da última quarta-feira (03), dentro de uma residência no bairro Castelândia, em Primavera do Leste (237 quilômetros de Cuiabá). A filha dela, recém-nascida, foi encontrada ao lado do corpo.

Segundo as informações da polícia, um vizinho foi quem encontrou a jovem já morta com uma faca cravada embaixo do braço. Conforme boletim de ocorrências, o marido da vítima, que é caminhoneiro, teria ligado para a testemunha informando que não conseguia contato com a mulher e pediu para que o mesmo fosse verificar.

Em seguida, o homem foi até a residência e chamou por várias vezes pela jovem, mas ninguém respondeu. O marido da vítima então autorizou a entrada do vizinho, que pulou o muro do imóvel e encontrou o corpo da vítima e a bebê ao lado. A criança foi resgatada e entregue ao Conselho Tutelar da cidade.