Conectado por

Porto Velho

Sistema de iluminação pública de Porto Velho é novamente alvo de furto


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Há mais de 20 anos, Antônio Dourado, 47 anos, mantém um pequeno negócio na avenida Guaporé, próximo ao Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron). O vendedor é um entre tantos moradores prejudicados pelos ataques de vândalos ao sistema de iluminação pública de Porto Velho.

“Quando a noite chega, no momento da saída, o cenário já é de escuridão. A gente percebe que o vandalismo também expulsou alguns moradores que fazem caminhadas, por medo de atos criminosos”, explica.

O mais recente ataque ao patrimônio público também tem interferido no lucro do vendedor. É que com a iluminação suspensa, ele precisa fechar as vendas mais cedo, além de temer pela vida dos clientes. “A falta de iluminação é perigosa também aos motoristas e para os funcionários do hospital que precisam deixar o estacionamento e pegar a Guaporé”, acrescenta.

O ato criminoso resultou em cerca de 800 metros de fios elétricos furtados ao longo da avenida Guaporé, no trecho entre a rua da Beira e avenida Rio de Janeiro.

Antônio Dourado é morador e relata prejuízos

Antônio Dourado é morador e relata prejuízos

Por determinação do prefeito Hildon Chaves, a Empresa de Desenvolvimento Urbano (Emdur) acionou imediatamente a equipe responsável pela iluminação pública da cidade que, por sua vez, montou uma estratégia para corrigir o problema o quanto antes.

“Lamentamos e destacamos que vários locais já foram alvos desse tipo de ato criminoso, que está causando prejuízos aos cofres públicos, atrasando a programação de atendimento das ordens de serviços desta empresa, que são as demandas pontuadas pelos moradores, além de causar insegurança a quem precisa transitar pelas vias afetadas”, explica o presidente da Emdur, Gustavo Beltrame.

Somente no ano de 2021, o prejuízo aos cofres da Prefeitura com furtos de fios do sistema de iluminação pública foi da ordem de R$ 600 mil. “Pedimos a colaboração dos munícipes para que denunciem essa prática criminosa ligando imediatamente para o 190”, solicita Beltrame.

OUTROS ATAQUES

Os criminosos também danificaram a rede de iluminação pública das avenidas Campos Sales e Engenheiro Anysio da Rocha Compasso, mais conhecida como Estrada da Penal, em torno de 500 metros de fiação em cada uma dessas vias públicas.

Emdur montou estratégia para restabelecer o serviço

Emdur montou estratégia para restabelecer o serviço

Na Campos Sales, a Emdur já conseguiu acionar novamente os 22 pontos de luz que foram prejudicados, no trecho entre a BR-364 e a rua Netuno. Na Estrada da Penal, outros 30 pontos foram afetados e para restabelecer o serviço será preciso reconstruir toda rede elétrica danificada.

Os atos de vandalismo também já afetaram a Estrada Treze de Setembro (Estrada dos Japoneses) e Estrada de Santo Antônio, além de espaços públicos como praças, centros de atividades desportivas, Skate Park, viadutos e quadras de esporte, entre outros.

INSEGURANÇA

Engenheira eletricista e gerente de iluminação pública da Emdur, Gabriela Castro, explica que, na Estrada da Penal, o furto afetou todos os pontos de iluminação da via de acesso para vários condomínios, onde o fluxo de veículos e de pessoas é intenso, o que gera ainda mais segurança para a comunidade.

Além disso, ela explica que a Emdur pode levar até quatro dias para restabelecer a iluminação pública nos pontos afetados. “A equipe precisa fazer o levantamento do tamanho do prejuízo, do material necessário para que o sistema volte a funcionar, fazer a reposição e instalação da fiação e de todos os pontos de luz danificados”, comentou.

Tudorondonia.com.br

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento