Conectado por

Agronegócios

Setor produtivo reforça apoio à Bolsonaro no movimento Brasil verde e amarelo


Compartilhe:

Publicado por

em

Brasil Verde e Amarelo – Reformar para não parar“.

Movimento Brasil Verde e Amarelo é uma inciativa dos produtores rurais brasileiros em apoio à reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro e ocorrerá em Brasília, dia 16 de maio. Com este movimento, os organizadores pretendem sensibilizar os parlamentares ligados ao setor agrícola para votar a favor da PEC da reforma da Previdência.

Na avaliação da Andaterra (Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra), presidida pelo produtor Sergio Pitt e uma das entidades que estão articulando o movimento, sem a reforma da Previdência é impossível avançar em outros temas que exigem a participação do governo federal para resolvê-los, como o endividamento rural, a extinção do passivo do Funrural e os altos custos da produção agrícola.

Nós, da ANDATERRA, sabemos que para além do equacionamento das dívidas rurais e dos altos custos de produção rural, o Brasil terá que fazer reformas urgentes, como a da Previdência e a tributária, para que possa retomar com mais vigor o crescimento econômico. O país precisa, entre outras medidas, reduzir impostos e acabar com a concentração bancária, o que contribuirá para baixar as taxas de juros escorchantes praticadas pelo sistema financeiro nacional“, avalia Pitt.

Para entender melhor, o Abril Brasil Verde e Amarelo aconteceu no dia 4 de abril do ano passado, em Brasília, e contou com a participação de mais de 250 estidades representativas do setor da agropecuária. A Pauta oficial do manifesto foi pelo FIM DE QUALQUER COBRANÇA RETROATIVA DO PASSIVO DO FUNRURAL.

Setor produtivo reforça apoio à Bolsonaro no Movimento Brasil Verde e Amarelo 2
Programação ocorrida em 2018

“Estampado no site do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, duas decisões da Suprema Corte, afirmando e reafirmando que os produtores empregadores rurais estavam DESOBRIGADOS de pagar o FUNRURAL, ao contrário do que a Frente Parlamentar da Agricultura, juntamente com a CNA, entre outras entidades, tentaram através do PL 13.606/18, e assim continuam a insistir, tentando nos impor um REFIS de uma dívida que NÃO EXISTE”.

Veja também  Em MT, chuvas prejudicam plantio de feijão em lavouras
Setor produtivo reforça apoio à Bolsonaro no Movimento Brasil Verde e Amarelo 3
Manifestação da classe produtiva ocorrida em 2018

“Este são os fatos que nos levaram a estar em Brasília no ano passado, para o grande MANIFESTO ABRIL VERDE AMARELO, FUNRURAL NÃO… Para que o STF, resolva o grave problema que criou, fazendo valer os efeitos Legais da Resolução do Senado RS 15/2017, e que o Congresso Nacional de um fim nesta história, aprovando o PL 9252/2017”, esta foram as pautas discutidas no ano passado explica o produtor Valdir Fries, de Itambé/PR, um dos participantes do movimento.

Em 2019, o Movimento Brasil Verde Amarelo se manifesta à favor das reformas propostas pelo governo federal.

Em vídeo que circula nas redes sociais, o produtor Valdir Fries, novamente vem a público para convidar a todos os produtores rurais à participarem da grande manifestação que ocorrerá no dia 16 de maio deste ano, em Brasília.

Se não resolveremos a Previdência, a economia continuará travada”, diz o diretor jurídico da Andaterra, Jeferson Rocha. Por isso, acrescenta, a entidade entende que o seu papel, neste momento, é buscar mobilizar a base social rural do presidente Bolsonaro em defesa da Nova Previdência.

Sem a reforma, o governo certamente será obrigado a aumentar impostos, a manter os juros altos e não poderá fazer a reforma tributária nem acabar com a concentração do sistema financeiro nacional”, enfatiza o direto jurídico da Andeterra.

Jeferson Rocha convida aos produtores rurais e cidadãos bem do Brasil para que participem da grande manifestação do Brasil Verde Amarelo, que acontecerá dia 16 de maio, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, localizado na BR 251 km 05, Brasília (DF), paralelamente à AgroBrasília, maior exposição agropecuária do Cerrado, que será realizada de 14 a 18 de maio. Ele lembra ainda que o setor rural foi um dos primeiros a se engajar na campanha eleitoral de Bolsonaro e agora precisa reafirmar esse apoio para ajudar a salvar o país e a agropecuária. “A hora é de somarmos esforços em defesa da reforma da Previdência, essencial para recolocar a economia brasileira nos trilhos.”

Veja também  Em MT, chuvas atrapalham tráfego e impulsionam preços do boi
Setor produtivo reforça apoio à Bolsonaro no Movimento Brasil Verde e Amarelo 4

Outros produtores também gravaram seus depoimentos em apoio ao Movimento Brasil Verde e Amarelo. Vitor Geraldo Gaiardo, presidente do Sindicato Rural de Jataí/GO, uma das entidades que também apoiam a manifestação, conclama aos produtores para que participem do grande ato que ocorrerá em Brasília no dia 16 de maio. “Precisamos dar o apoio necessário ao governo federal para que as medidas e as reformas que o nosso país precisa sejam aprovadas“, comenta Gaiardo.

“O grupo que reúne entidades e lideranças nacionais do Agro, e que vem lutando contra o injusto passivo do Funrural, Segurança jurídica, Securitização das dívidas do Agro e outras pautas desde 2017, este grupo estará liderando e organizando o Movimento *Brasil Verde Amarelo*, dia 16 de Maio , durante a EXPOBRASÍLIA , onde vamos todas as cadeias do Agro, mobilizarmos para juntos apoiarmos o governo e o nosso presidente Jair Messias Bolsonaro, apoiando as reformas estruturais como a reforma da Previdência, reforma tributária , o pacote anti-crime. Reformas que não só o Agronegócio precisa, mas todo o Brasil”. explica o produtor Julio Nunes, de Mato Grosso do Sul, um dos líderes do movimento.

Deputado Jerônimo Goergen e o produtor Júlio Nunes
Deputado Jerônimo Goergen e o produtor Júlio Nunes, defensores do movimento

Sobre o MOVIMENTO BRASIL VERDE E AMARELO

Segundo nota divulgada no site da ANDATERRA, a coordenação do Movimento Brasil Verde e Amarelo solicita a todas as lideranças das entidades representativas que confirmem a participação através do e-mail: [email protected] e ou através do whatsApp disponíveis nos numeros: 44 999936432 – 48 991560636 – 64 999963610

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *