Conectado por
Governo de Rondônia

Rondônia

Servidores liberados para trabalho EAD, crianças expositoras de robôs e viagem de 9h em ônibus; Vejas as histórias da Campus Party RO

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Um grupo formado por 12 pessoas, que trabalha com tecnologia da informação em um órgão público de Porto Velho, foi liberado do escritório fechado para trabalhar de dentro da Campus Party Rondônia. Além disso, meninos de 13 anos expõem robôs na arena e dois amigos encararam 9 horas de ônibus, de Rio Branco (AC) até Porto Velho, para ficarem acampados no evento.

“A gente foi liberado pra poder trabalhar de dentro da Campus Party. Estamos aqui durante nosso horário de expediente fazendo as atividades do trabalho. Estamos conectados na rede de lá, 90% do trabalho pode ser resolvido remotamente”, disse Edcarlos Galvão, que trabalha como analista de sistemas.

Para o trabalho não ser prejudicado, o grupo montou uma escala onde todos os dias um integrante da equipe fica de plantão no setor para resolver os problemas físicos do local. Após o horário de expediente, os jovens continuam na Campus pra jogar, acompanhar as palestras e workshops.

Meninos expositores

Daniel Bomfim e Kauanza Silva tem 13 anos e estão com a equipe preparada para explicar como montaram o Big Robot, um robô construído a partir de coisas que os meninos tinham em casa, como CDs, rodas de carrinhos de controle remoto e carcaças de brinquedos antigos.

Crianças expõem robôs na Campus em Porto Velho (Foto: Ana Kézia Gomes/G1)

Crianças expõem robôs na Campus em Porto Velho (Foto: Ana Kézia Gomes/G1)

“O primeiro robô que a gente construiu não deu certo. A gente foi pra uma competição com ele e na hora da batalha deu tudo errado, ele não funcionou. Mas dai a gente continuou estudando, aprimoramos nossas técnicas e construimos o Big”, explicou Daniel.

A mãe de Daniel, Marcela Bomfim, comentou que o menino aprendeu sobre o mundo da tecnologia com o irmão mais velho, Juan Manoel, e repassou o conhecimento para Kauanza e o restante da equipe.

“O Juan começou a mostrar algumas coisas por Daniel que foi buscando informacoes na internet e agora ver ele crescendo assim me da muito orgulho. Ontem demos umas cinco viagens de carro pra carregar todos os equipamentos e dormimos umas duas horas essa noite, ta todo mundo muito animado”, comentou.

Viagem de 9h para a Campus

Os estudantes Wendeo Mateus e Felipe Cabral, de 23 e 20 anos, viajaram 9 horas de ônibus e pegaram uma balsa de Rio Branco até Porto Velho para ouvir as palestras na Campus Party. Durante os intervalos nas programações do evento, os jovens aproveitam pra jogar e fazer novas amizades.

Amigos viajaram por 9h para chegar na Campus (Foto: Ana Kézia Gomes/G1)

Amigos viajaram por 9h para chegar na Campus (Foto: Ana Kézia Gomes/G1)

“A gente veio do Acre pelas palestras sobre bancos de dados e robótica. A gente falou pra família mae tem um evento nerd ali, tô indo. A viagem foi difícil, nosso ônibus atrasou, mas estamos aqui e felizes”, disse Wendeo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *