Conectado por
Governo de Rondônia

Direto de Brasília

Selma: “Tenho de tomar um Dramin por dia para vir ao Senado”

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Na entrevista que deu ao jornal Estado de S.Paulo neste final de semana – quando anunciou sua desfiliação do PSL -, a senadora pelo Estado de Mato Grosso Selma Arruda foi mais incisiva do que o normal.

Entre outros pontos, ela fez críticas fortes ao partido, não poupando nem mesmo o presidente Jair Bolsonaro, que, segundo ela, não se envolve nas questões relativas à sigla.

Em outro ponto, ela admitiu que poderá não recorrer em caso de nova decisão contrária no processo de cassação a que responde na Justiça Eleitoral. “Eu peguei uma aversão por isso tudo, por esse sistema, por essa nojeira. Em sentido figurado, tenho de tomar um Dramin por dia para vir ao Senado”, disse, citando o medicamento usado contra enjoo. “Porque me dá nojo”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *