Conectado por

Economia

Secretário Municipal de Educação está preso provisoriamente pela PF na operação ciranda


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

O secretário municipal de Educação de Porto Velho, Marcos Aurélio Marques, foi preso provisoriamente, na manhã, desta terça-feira(29), durante a Operação Ciranda, deflagrada pela Polícia Federal,  para investigar irregularidades nos contratos de transporte fluvial  para atender alunos da rede municipalAlém, dele foi preso também o secretário adjunto da Semed, Erivaldo de Souza. A PF informou que as irregularidades somam mais de R$ 20 milhões.

Durante coletiva, os policiais federais envolvidos na operação disseram que a Controladoria Geral da União(CGU) havia informado ao secretário Marcos Aurélio sobre as falhas do contrato, mas os alertas foram ignorados e o contrato renovado junto as empresas responsáveis pelo transporte

A Operação Ciranda, realizada nesta terça-feira pela Polícia Federal e a Controladoria Geral da União cumpriu mandados de prisão, de busca e apreensão, de sequestro de bens e de bloqueio de valores em Rondônia, Acre, Amazonas e em Pernambuco.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 12 =

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento