Conectado por

Mato Grosso

Secretário é contra a distribuição de remédios em “Kit-Covid” para pacientes de MT


Compartilhe:

Publicado por

em

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, voltou a dizer que não será protocolo do estado a distribuição de “kit-Covid” para pacientes que estão em um estágio inicial da doença. Segundo ele, haverá uma reunião entre médicos para discutir uma possível terapia entre todos, mas não a distribuição de remédios.

“Um grupo de médicos indicados pelas prefeituras e CRM, com médicos indicados para discutirem a possibilidade de seguir um protocolo. Não significa distribuir remédio pela cidade. Esses remédios, já foi discutido que não trazem efeito indicado”, disse Gilberto, em coletiva remota aos jornalistas nesta terça-feira (16).

Em algumas cidades de Mato Grosso, a adoção do “Kit-Covid” já é uma realidade. Entre os remédios está a hidroxicloroquina e azitromicina. Em Cáceres, Barra do Garças e Sapezal, após a suspeita de que o paciente está com a Covid-19, os médicos já receitam o pacote de remédio, que seria uma medida para conter o avanço da doença.

Para Gilberto. Não haverá entrega de pacotinhos de remédios para a população. “Está fora de cogitação a distribuição de pacotinho de remédio. Não vou indicar nada, não sou médico. Não é essa a nossa sugestão. A nossa sugestão é que médicos continuem receitando cada remédio para cada paciente. Qualquer medicação é uma estratégia do médico. Da equipe médica. O corona não tem cura nem tratamento. A medicação é uma terapia a ser estudada”, concluiu Figueiredo.

OLHARDIRETO