Conectado por

Estudo

“Se tudo der certo, teremos a vacina em dezembro”, diz secretário da Saúde

Publicado por

em

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, disse em entrevista à emissora CNN Brasil, nesta terça-feira (28/7), que o Brasil deve receber um primeiro lote de vacinas contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, ainda em dezembro deste ano. Segundo ele, são esperadas um total de 15,2 milhões de doses.

Continua após a publicidade

De acordo com Medeiros, se os estudos do laboratório AstraZeneca, desenvolvido na Universidade de Oxford, no Reino Unido, derem certo, a campanha de vacinação terá início no mesmo período. A vacina está na terceira e última fase de testes.

“Fechamos acordo para o envio de 100 milhões de doses da vacina em três lotes. O número se baseia na campanha de vacinação contra a influenza no Brasil. O primeiro lote deve chegar na primeira quinzena de dezembro, com 15,2 milhões de doses, e o segundo terá o mesmo número de aplicações e chega entre dezembro em janeiro. O terceiro lote, de 70 milhões de doses, chega entre março e abril. Se todos os estudos derem certo, nós iremos iniciar a campanha de vacinação em dezembro”, explicou.

Os primeiros a receberem a vacina serão os idosos, pessoas com alguma comorbidade e profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus.

O secretário informou que o Ministério da Saúde já está mobilizando equipes para que seja implementada uma estratégia de vacinação.

“A Secretaria de Vigilância em Saúde cuidada do sistema nacional de imunização. Nossa capacidade de aplicar vacinas é de longa data, somos eficientes para aplicar no país inteiro de forma rápida”, disse Medeiros.

Metropoles