Conectado por

Rondônia

Santo Antônio Energia declara risco de quebra devido a dívida milionária em Rondônia


Compartilhe:

Publicado por

em

Após R$ 20 bilhões investidos na construção da usina no Rio Madeira, em Porto Velho, a Hidrelétrica de Santo Antônio declarou risco iminente de quebra. O risco, segundo a própria usina, se deve a uma dívida de R$ 811 milhões junto à Câmara de Comercialização de Energia, que se agravou nos últimos anos.

Consórcio responsável pela maior hidrelétrica do estado, e a quinta maior do país, a Santo Antônio Energia (Saesa) entrou com ação judicial junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), alegando colapso financeiro, com pedido para renegociação da dívida.

Diante dessa situação, os chamados aportes financeiros, ajuda dada pelos sócios, não acontecem mais. A previsão inicial de aportes era de R$ 4,2 bilhões, mas já foram aportados mais de R$ 9,3 bilhões.

O engenheiro civil Jorge Luiz, junto a outros profissionais da área, vem estudando essas dificuldades apontados pelos consórcio. “Como é que você gera por mês R$ 640 milhões e tem uma dívida mensal de R$ 30 milhões e dá prejuízo?”, questiona Jorge. Na análise do engenheiro, a dívida está ligada à garantias financeiras de compra e venda de energia elétrica, ou seja, o Consórcio garantiu uma quantia de energia, não conseguiu atender, e por isso teve que comprar para entregar.

  Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Porto Velho (Foto: Beethoven Delano/Arquivo Pessoal)

Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Porto Velho (Foto: Beethoven Delano/Arquivo Pessoal)

Em nota, a Santo Antônio Energia confirmou que entrou com a ação judicial e acrescentou que está cumprindo com as obrigações financeiras e contratuais, e que vai manter os acionistas informados.

A assessoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a Santo Antônio Energia apresentou no prazo final uma proposta de pagamento da dívida. A proposta está sob análise.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *