Conectado por

Cuiabá-MT

Ruas de Cuiabá ficam vazias após decreto determinar fechamento do comércio e orientação de isolamento

Publicado por

em

A semana começou com ruas e avenidas de Cuiabá vazias devido ao avanço do novo coronavírus e os decretos estadual e municipal determinando o fechamento de comércios e a suspensão parcial do transporte coletivo para evitar a proliferação do vírus.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), monitora 183 casos suspeitos, conforme balanço divulgado nesse domingo (22). O número é 150% maior que o do último boletim, divulgado na sexta-feira (20).

Até agora, são dois casos confirmados da doença no estado, sendo um em Cuiabá e outro em Várzea Grande.

Não houve movimentação nas principais praças da capital — Foto: Lorena Segala/TVCA

Não houve movimentação nas principais praças da capital — Foto: Lorena Segala/TVCA

Cuiabá tem uma população estimada em mais de 610 mil pessoas, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), e, apesar das altas temperaturas, o centro da cidade e principais avenidas costumam ter movimentação intensa na maior parte do dia.

Alguns pontos de ônibus ficaram vazios com a suspensão parcial do transporte público — Foto: Meire Moraes/Arquivo pessoal

Alguns pontos de ônibus ficaram vazios com a suspensão parcial do transporte público — Foto: Meire Moraes/Arquivo pessoal

No entanto, com o fechamento de escolas, lojas, shoppings e outros estabelecimentos, grande parte dos habitantes atenderam a determinação das autoridades e deixaram as ruas para ficar em isolamento social.

Avenida Miguel Sutil, uma das mais movimentadas de Cuiabá — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

Avenida Miguel Sutil, uma das mais movimentadas de Cuiabá — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

Na manhã desta segunda-feira (23), comparado ao fluxo diário, poucos veículos e pedestres foram vistos na cidade.

Moradores adotaram as recomendações do município para ficar em casa — Foto: Meire Moraes/Arquivo pessoal

Moradores adotaram as recomendações do município para ficar em casa — Foto: Meire Moraes/Arquivo pessoal

Veja as medidas tomadas em Cuiabá:

  • Entre 23 de março e 5 de abril todos os servidores públicos do município irão trabalhar em casa. Eles ficarão de sobreaviso, exceto servidores da fiscalização de Secretaria Municipal do Meio Ambientes, Fiscalização da Semob, e ordem pública (coleta de lixo);
  • Suspensão de 100% da frota de transporte coletivo;
  • A UPA do Bairro do Verdão passará a ser utilizada exclusivamente como unidade de leitos em apoio ao antigo PSC pra pacientes com coronavírus;
  • Suspensão de agendamentos ambulatoriais e procedimentos médicos eletivos em todas as unidades publicas da capital
  • Fechamento de todo e qualquer estabelecimentos, inclusive bares, igrejas, academias, clubes, shoppings, feiras e exposições em geral. Apenas deverão ficar abertos mercado, postos de combustível, hospitais e atividades essenciais. Restaurantes podem fazer entregas em domicílio;
  • Dispensa de licitação para a aquisição de materiais e serviços para a saúde.

Fonte: G1