Conectado por

Economia

Revisão do FGTS vai liberar bolada de R$ 10 mil por trabalhador?


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

A revisão do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um tema que atraí a atenção de muitos trabalhadores, afinal, é destinada para todo e qualquer trabalhador que exerceu atividade remunerada por pelo menos algum período após 1999.

A revisão do FGTS atualmente aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que vai decidir sobre a troca ou não do atual índice de correção monetária do Fundo de Garantia. Isso porque o índice utilizado para correção do saldo do FGTS desde 1999 é a Taxa Referencial (TR) que desde sua aplicação não consegue acompanhar o aumento da inflação.

Assim, sempre que o saldo do FGTS do trabalhador para por correção monetária o trabalhador passa a perder parte do seu dinheiro, afinal, a própria inflação tem “rendido” mais do que o Fundo de Garantia dos trabalhadores.

Trabalhadores podem receber pelo menos R$ 10 mil?

Após divulgação dos dados da startup LOIT FGTS, ferramenta utilizada para ajudar os trabalhadores a calcular o saldo que possuem direito caso entrem com a revisão, em que ficou evidenciado que a grande parte dos trabalhadores que utilizaram a ferramenta possuem saldo próximo de R$ 10 mil para receber, muitos trabalhadores ficaram com dúvidas se este também era o valor que iriam receber.

Vale lembrar que esse valor de R$ 10 mil se trata apenas de uma média, ou seja, existem ainda trabalhadores que podem ter mais a receber, assim como existem trabalhadores com pouquíssimo dinheiro para receber, fazendo com que a revisão não valha a pena.

Assim, o primeiro passo para saber se vale a pena ou não ingressar com a revisão é realizar o cálculo dos valores. Vale lembrar que o cálculo não é tão simples, porém, existem diversas ferramentas como a LOIT FGTS que podem ajudar. Para isso, basta acessar seu extrato do FGTS de todo período do FGTS e verificar se o saldo que você poderá receber para identificar se a revisão vale a pena ou não.

Mas não se esqueça, não existe almoço grátis, por mais que a revisão possa significar altos ganhos para alguns trabalhadores, para outros a revisão, infelizmente, pode acabar não valendo a pena.

A troca do índice de correção monetária para as contas do fundo de garantia, substituindo a TR por um indexador de inflação no período desde 1999 até hoje, resulta num ganho médio de cerca de 10 mil reais para cada trabalhador.

Jornalcontabil.com.br

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Publicidade
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento