Conectado por

Featured

Reumatismo não piora no frio, mas as dores aumentam. Por quê?


Compartilhe:

Publicado por

em

Os portadores de artrite reumatoide, fibromialgia, lúpus e tantas outras doenças que afetam cartilagem e articulações já sabem: é só o frio chegar que a dor aumenta consideravelmente. Mas, se há uma boa notícia aqui, é a de que a doença em si não piora com o inverno ou as temperaturas baixas.

“Não existem evidências de que a inflamação se intensifique ou de que a lubrificação das juntas seja prejudicada, como diz a sabedoria popular”, aponta José Eduardo Martinez, reumatologista da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR).

Só que isso não livra a pessoa de sofrimentos. “No frio, há uma tendência de os músculos ficarem mais contraídos e menos flexíveis, o que pode provocar dor”, aponta o médico. Junto com uma doença reumatológica e a inatividade física, que costuma reinar no período, a rigidez da musculatura intensifica os desconfortos.

Outra coisa que muda no frio é a circulação: as veias e artérias ficam mais apertadas. “Essa vasoconstrição pode gerar espasmos musculares e sensação de dor”, destaca Martinez.