Conectado por

Acre

Relatório do CFM mostra o Acre entre os menores números de leitos de UTI no país


Compartilhe:

Publicado por

em

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou na quarta-feira, 12, em sua página oficial, um mapeamento do número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em todo o Brasil.

O levantamento refere-se tanto aos leitos conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS), como os particulares. Ao todo, o Brasil possui quase 45 mil leitos de UTI, segundo informações do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde.

A pesquisa revela que embora o número de leitos de UTI tenha aumentado nos últimos anos – algo em torno de 5,7 mil nos últimos oito anos – a quantidade de leitos ainda é insuficiente, sobretudo no SUS, onde a demanda é crescente.
O Acre aparece entre os com menor quantidade de leitos da Região Norte, com 75 vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos. Da Região Norte, Acre e Roraima aparece com o índice abaixo do ideal, mesmo se considerados os leitos privados disponíveis. A média de ambos é de 0,90 leitos para cada 10 mil habitantes.

O levantamento revela que 17 unidades federais estão abaixo deste índice quando o assunto é a oferta de leitos de UTI pelo SUS. São eles: Acre, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.

Em Nota de Esclarecimento divulgada recentemente na imprensa, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) nega os dados e alega que existem 1.414 leitos de internação do SUS no estado atualmente. Alegam ainda que foram ampliados oito leitos cirúrgicos em contratual-idades no Hospital Santa Juliana e que houve aumento de oito leitos na UTI do Pronto-Socorro de Rio Branco.