Conectado por
Governo de Rondônia

Uncategorized

Recuperados da Covid-19 têm resposta imunológica após 1º dose de vacina de mRNA

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Um estudo com vacinas de mRNA mensageiro mostrou que pacientes recuperados da Covid-19 apresentam boa resposta imunológica logo após a primeira dose, com níveis de anticorpos iguais ou superiores aos das pessoas que receberam as duas doses.

A descoberta de pesquisadores da Icahn Escola de Medicina Monte Sinai, de Nova York, foi publicada nessa segunda-feira (1º/2) na plataforma medRxiv, na versão de pré-print. O estudo precisa passar por revisão de outros especialistas para ser publicada em revista científica.

A tecnologia de mRNA é a mesma utilizada nas vacinas desenvolvidas pela farmacêuticas Moderna e Pfizer em parceria com a Biontech. Os pesquisadores não revelaram qual imunizante foi analisado.

Eles avaliaram a resposta à vacina de mRNA em 109 pessoas, 41 delas eram pacientes recuperados da Covid-19. A maioria das pessoas soronegativas (que não tiveram contato prévio com o vírus) mostrou respostas de anticorpos IgG relativamente baixas nos primeiros nove a 12 dias após a vacinação. Já os recuperados, desenvolveram rapidamente altos títulos uniformes de anticorpos dentro de poucos dias.

Estudos de acompanhamento estão em andamento para monitorar se essas diferenças iniciais nas respostas imunes são mantidas ao longo do tempo.

“A resposta de anticorpos à primeira dose da vacina em indivíduos com imunidade pré-existente é igual ou até mesmo excede os títulos encontrados em indivíduos ingênuos após a segunda dose. Também mostramos que a reatogenicidade é significativamente maior em indivíduos que já foram infectados com Sars-CoV-2 no passado”, escreveram.

Efeitos colaterais

Os participantes da pesquisa previamente infectados relataram fadiga, febre e dores musculares após a primeira dose, efeitos colaterais mais comuns após a aplicação do reforço da vacina de mRNA.

Os cientistas afirmam que “mudar a política para dar a esses indivíduos apenas uma dose da vacina não teria um impacto negativo sobre seus títulos de anticorpos, poupando-os de dores desnecessárias e liberando muitas doses de vacina urgentemente necessárias”.

Metropoles