Conectado por

Acre

Quatro municípios do AC avançam para a fase verde após avaliação de Comitê da Covid; 18 permanecem em atenção


Compartilhe:

Publicado por

em

As quatro cidades que compõem a regional do Alto Acre foram reclassificadas para a fase de cuidado, representada pela cor verde, segundo a avalição divulgada pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 nesta sexta-feira (25). Já as regionais do Baixo Acre e Purus e Vale do Juruá e Tarauacá/Envira continuam em amarelo, que é a fase de atenção.

Com queda nos indicadores, que resultou em nota cinco, avançaram na classificação as cidades de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri. O que muda para o funcionamento do comércio e demais atividades sociais, é que aumenta a capacidade de atuação para 80%.

As medidas são válidas para os próximos 15 dias. Os dados da avaliação são feitos entre as duas últimas semanas epidemiológicas, entre 6 a 19 de junho de 2021.

A coordenadora do Comitê, Karolina Sabino, frisou que, mesmo com as regionais em bandeiras mais brandas, os cuidados devem permanecer, principalmente porque conta com um número maior de pessoas circulando e alerta para que a população busque a vacina para aqueles que estão dentro da faixa etária disponível nos municípios. E também a segunda dose, para quem já tomou a primeira.

“É importante continuarmos com todo esse processo de vigilância e cuidados. Vacinação é a arma que nós temos, então quem não se vacinou ainda e está no período de vacinar, procurar os postos de saúde para que possa se imunizar e também quem ainda não chegou na sua faixa etária, continua tomando as medidas farmacológicas que são necessárias a proteção individual e coletiva”, pontuou.

O Acre foi reclassificado para a faixa amarela no dia 11 de maio, depois de passar mais de três meses no vermelho. Para os municípios que continuam fase de classificação amarela, todos os segmentos comerciais e igrejas podem funcionar com a capacidade de 50%. E o horário de funcionamento para bares e restaurantes fica estendido até a meia-noite, medida também vale para a bandeira verde.

O Acre chegou a85.128 casos de Covid-19 e a 1.735 mortes até essa quinta-feira (24). O número de exames de RT-PCR aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux era de 144, segundo o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Desde o início da pandemia, 79.352 pessoas já receberam alta médica da doença.

‘Não é hora de relaxar’

O diretor do Instituto de Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), Osvaldo Leal, disse que a redução dos casos e números de internações e óbitos são uma conquista, mas que pe importante não relaxar para que se mantenha os casos em queda.

“De fato os números refletem um momento de tranquilidade no Into. Há mais de uma semana, o número de atendimentos no PA, em 24 horas, é inferior a 100 atendimentos. Hoje, temos uma ocupação nas UTIs inferior a 40% e os leitos clínicos inferior a 30%. Nossa trajetória é de queda e precisa ser entendida e compreendida como uma conquista da sociedade acreana. Compromisso dos setores da sociedade. Não é o momento de relaxar, é de ter mais cuidado ainda pra manter essa taxa de transmissão baixa e ter oportunidade de vacinar o maior número de pessoas”, pontuou.

Regiões

  • Alto Acre: Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri – faixa verde;
  • Baixo Acre e Purus: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard – faixa amarela;
  • Vale do Juruá e Tarauacá/Envira: Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá – faixa amarela.

A avaliação do comitê leva em consideração sete fatores: índice de isolamento social; índice de notificações por síndrome gripal; índice de internação por síndrome gripal; índice de novos casos por síndrome gripal Covid-19; índice de óbitos por Covid-19; ocupação de leitos clínicos – Covid-19 e ocupação de UTIs Covid-19.

Como funcionam as fases amarela e verde

Nas fases amarela e verde podem funcionar os seguintes estabelecimentos: Restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares. Além de teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos. A única diferença é que onde estiver vigente a fase amarela, a capacidade é de 50%, já na verde, o número aumenta para 80%.

Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 50% e 80% para bandeiras amarela e verde respectivamente, além de delivery e drive-thru.

O aumento da capacidade também é válido para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento é a mesma.

G1.globo.com

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento