Conectado por

Mato Grosso

Pub, hamburgueria e restaurante investe em sustentabilidade e na produção de carne


Compartilhe:

Publicado por

em

Há pouco mais de um ano, a ‘Ray’s American Blend’, primeira hamburgueria artesanal de Cuiabá, fechou as portas. O proprietário, Phelipe Jacob, tinha novos planos, que se tornaram ainda maiores e vão se concretizar no início do próximo mês de novembro com a ‘Roostic’, uma steakhouse e pub baseada no conceito ‘farm to table’, que trará cortes especiais de carnes produzidos com diferentes técnicas, drinks, hambúrgueres e petiscos, em dois ambientes diferentes.

A fazenda

“O [farm to table, ou] ‘da fazenda pra mesa’ é um conceito de feira, que nasceu na Califórnia, em São Francisco, com os Farmer’s Markets, os mercados de produtores. A ideia é você comprar direto com o produtor e ter um alimento mais fresco”, explica Phelipe. Para trazer este conceito para seu restaurante, o chef e empresário fez uma parceria com a Marabá, uma fazenda agrosustentável localizada na estrada de Campo Verde, onde comprou uma parte do gado (60% angus) para que ele mesmo pudesse criá-lo. Além disso, Phelipe também pretende comprar os outros produtos somente de produtores locais. “Apesar de ser uma grande fazenda, eles fabricam a própria ração, têm uma fabrica de esterco orgânico que fazem com o esterco do gado, então é bem bacana o sistema”, garante.

Phelipe Jacob (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

“A ideia é você comprar direto com o produtor e ter um alimento mais fresco. Dentro disso, a gente consegue colocar três pilares: a sustentabilidade, porque você reduz a emissão no transporte. Não adianta você trazer um tomate ou uma abóbora orgânica de Curitiba ou de São Paulo, porque ela é orgânica, mas foi gasto combustível pra vir, energia pra ficar armazenado, então neste caso é orgânico, mas não é sustentável. (…) A gente está em contato com a central da agricultura familiar, que é de onde a gente vai tirar nosso hortifruti. Não vai ser orgânico, mas a ideia é incentivar os pequenos agricultores da região, efetivando a economia local”, completa.  

A mesa

Todos estes produtos serão preparados e servidos de formas diferentes dependendo do horário e do ambiente. A ‘Roostic’ é dividida em um restaurante, área interna, e um pub, área externa.

Cortes e guarnições (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

O restaurante funcionará de segunda a sexta-feira, no almoço e no jantar, com um sistema em que o cliente escolhe o corte da carne (T-bone, bife ancho, prime rib, etc) de aproximadamente 300g, e os acompanhamentos (duas saladas e oito guarnições) são à vontade. Dentre as opções de acompanhamentos estão, por exemplo, arroz, farofa de maracujá, vinagrete de abacaxi, batatas recheadas com creme azedo, salada com pera glaceada na brasa e gorgonzola e coleslaw (salada de repolho americana).

Bife ancho (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Somente à noite, na área externa, funcionará um pub, com cardápio de petiscos, hambúrgueres e drinks, e bandas ao vivo tocando blues, folk, rock, rock clássico e indie rock. “Se você quiser pedir a carne, ela já vai cortadinha, em forma de petiscos, com dois, três acompanhamentos só, que você vai poder escolher, mas não vai poder repetir, e [terá] um foco maior em hambúrguer”, conta o chef. O serviço no pub será com caixas que vão andar pelo local e vender fichas. Os garçons podem retirar o pedido para o cliente, ou ele mesmo pode buscar no balcão.

Como não poderia deixar de ser, alguns ‘clássicos’ do Rays vão aparecer no cardápio. No entanto, o foco estará nas novidades, como um hambúrguer de geleia de cebola na cerveja, cheddar e farofa de maracujá. Os pães também serão exclusivos, fruto de uma parceria com a BakeHouse 44.

Pão de queijo recheado com costela é uma das opções de entrada

Aos finais de semana, no almoço, a casa terá um ‘festival de carne’. Por um preço fixo, o cliente poderá experimentar todos os cortes disponíveis no dia. “Vai ser um rodízio, e vamos ter também fogo de chão, com carneiro no crucifixo, técnicas de curanto, que é um porco enterrado… o cardápio vai ser uma surpresa sempre. A gente vai ter as carnes básicas de steaks na parrilla, mas sempre algo diferente”, conta Phelipe.

No cardápio de bebidas, estão cervejas (artesanais e industrializadas), além de uma extensa carta de drinks, com gin e cachaça orgânicas, e opções como caipirinha de três limões, de morango com calda defumada de hortelã, de frutas vermelhas, dentre outras. “E alguns drinks clássicos, que você não consegue encontrar em Cuiabá, mas que harmonizam muito bem com barbecue. Por exemplo negroni, campari… um drink um pouco mais encorpado, mas que combina muito bem com defumados”.

Drinks (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

A casa entrou em reforma em fevereiro de 2017. O responsável pelo projeto arquitetônico é Atílio Rondinelli, e, segundo Phelipe, quase todos os itens de decoração são de sua própria família, e os móveis foram feitos à mão.

O Roostic funcionará, inicialmente, todos os dias da semana. No almoço, das 11h30 às 14h30, e à noite a partir das 18h. A data de inauguração será anunciada pelo Instagram, e, na primeira semana, todas as reservas serão feitas pela rede social.

Foi pelo Instagram, também, que eles lançaram uma promoção, em que as cem pessoas que mais interagissem com a página ganhariam um ‘banquete de rei’. Para acompanhar todas as novidades, acesse AQUI.

Serviço

Roostic
Rua João Bento, 415 – Quilombo
Mais informações: INSTAGRAM