Conectado por

AL/MT

Proposta apresentada na ALMT visa ampliar número de casas-abrigo no estado

Publicado por

em

Uma proposta apresentada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, sugere a implantação de casas-abrigo para mulheres vítimas de violência, em outros municípios do estado. O projeto leva em consideração o índice de violência doméstica divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Continua após a publicidade

De acordo com o deputado Silvio Fávero (PSL), o CNJ aponta que Mato Grosso é um dos estados com maior registro de violência doméstica no país. Segundo os dados, de cada mil mulheres, 27,2 são vítimas de violência doméstica em Mato Grosso.

Entretanto, apesar deste índice Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande e Sorriso dispõem de casas-abrigo, onde as mulheres podem ser amparadas e separadas do agressor.

De acordo com o parlamentar, embora o número de denúncias tenham crescido, a mulher ainda está muito vulnerável à ação do agressor, em razão da falta de políticas públicas que possa resguardá-las.