Conectado por
Governo de Rondônia

Direto de Brasília

Projeto de Galli que reduz salário e verba de parlamentares será analisado pela CCJ

Publicado por

em


Continua após a publicidade

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara deve analisar, nos próximos dias, projeto de decreto legislativo apresentado pelo deputado federal Victório Galli (PSL) para reduzir os vencimentos dos parlamentares.

A proposta, que precisa ser aprovada em plenário e certamente enfrentará resistências, pode gerar economia superior a R$ 1,5 bilhão nos quatro anos de mandato.

Caso seja aprovado, o projeto de decreto legislativo vai reduzir em 40% a verba de gabinete que ultrapassa os R$ 106 mil. A verba indenizatória superior a R$ 39,4 mil será reduzida em 30%, enquanto o salário dos deputados federais, que está em R$ 33,7 mil, também será reduzido em 30%.

Na justificativa, Galli afirma que os recursos economizados poderão ser revertidos para a população nas áreas da educação, saúde e segurança pública. O parlamentar defende ainda que a aprovação do projeto de decreto legislativo mostrará que é possível fazer política sem sufocar o erário.

“É importante que o que for economizado possa chegar à sociedade em forma de benefícios. Não apenas o Legislativo deve fazer a sua parte, mas todos os Poderes devem estar antenados com a sociedade”, justifica Galli.

Além disso, o parlamentar se antecipa aos questionamentos e afirma que a matéria foi apresentada no último ano do mandato porque neste período é que são propostos os reajustes salariais na Câmara dos Deputados. Assim, refuta as possíveis acusações de demagogia.

Sobre a possível resistência dos parlamentares, Galli afirma que não está preocupado com a opinião da classe política. Garante que seu objetivo é manter a sintonia com a população brasileira. “Não posso admitir o aumento do salário dos deputados federais enquanto o salário mínimo está defasado. Por isso, levantei esse debate. Para os brasileiros ficarem atentos às movimentações na Câmara dos Deputados”, concluiu.

Carros Oficiais

Essa não é a única proposta de Galli para reduzir gastos públicos com as autoridades. Em julho do ano passado, o parlamentar apresentou projeto de Lei para extinguir o uso de veículos oficiais para autoridades dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e do Ministério Público que acarretaram gasto de, pelo menos, R$ 1,6 bilhão em 2016. A única exceção é para o presidente da República. A Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou o mérito da matéria que seguirá para apreciação em plenário.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *