Conectado por

Educação

Projeto de Cuiabá vence votação popular e receberá R$30 mil do Instituto MRV

Publicado por

em

Um projeto do bairro Ubirajara, em Cuiabá, foi um dos escolhidos por voto popular para receber apoio do Instituto MRV, por meio do ‘Educar para Transformar – 4ª Chamada Pública de Projetos’.

Continua após a publicidade

De acordo com a assessoria do Instituto, organização sem fins lucrativos fundada pela MRV Engenharia, o projeto recebe, agora, a quantia de R$30 mil para se desenvolver e contribuir ainda mais com a comunidade.
 
Criado por um grupo de arquitetos e engenheiros, o Ubirajara Transformação busca resolver problemas e contribuir para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes da região do Jardim Ubirajara, por meio de oficinas com crianças e jovens para identificação e solução dos problemas locais, oferecendo ferramentas para intervir nos espaços comunitários de forma a transformar a vida de pessoas com a troca de conhecimento.

Além deste, outros sete projetos também foram selecionados. Cada um deles, nos próximos quatro meses, receberá a quantia de R$30 mil para se desenvolver e contribuir ainda mais com a comunidade. Além do aporte financeiro, os responsáveis pelos projetos selecionados passarão por um treinamento realizado pela equipe do Instituto MRV para capacitação em diversas áreas.
 
Nesta edição puderam se inscrever projetos das regiões dos municípios de Cajamar (SP), Canoas (RS), Cuiabá (MT), Eusébio/Fortaleza (CE), Londrina (PR), Manaus (AM), Ribeirão Preto (SP), além de Pirituba, na zona oeste de São Paulo. Após passar por uma Comissão Avaliadora, 14 projetos foram a voto popular.

Segundo Raphael Lafeta, diretor do Instituto MRV, o Educar para Transformar foca em propostas que associam educação aos três pilares do desenvolvimento sustentável: social, ambiental e econômico. “Acreditamos que a educação é o principal alicerce para o desenvolvimento de um país. Por isso, buscamos apoiar projetos com cunho educacional e torná-los perenes, contribuindo com a vida de milhares de jovens e crianças”.