Conectado por

Acre

Profissionais da Saúde do Acre recebem atualização para tratamentos de covid-19 e síndrome gripal


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

Diante do aumento no número de casos de síndrome gripal (SG) e covid-19 nas últimas semanas, os profissionais do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into-AC) receberam uma capacitação de atualização do manejo dos pacientes sintomáticos das duas doenças.

Por meio do Núcleo de Ensino Permanente (NEP) da Rede de Urgência e Emergência (RUE), profissionais da enfermagem, médicos e fisioterapeutas do Into-AC receberam treinamento para o melhor tratamento e encaminhamento dos pacientes.

De acordo com Marília Carvalho, coordenadora da RUE, a rede tem um compromisso com a atualização dos profissionais e é uma importante ferramenta para melhorar e aumentar a eficácia do sistema de saúde. “O manejo é como o profissional vai observar e tratar o paciente de acordo com a situação clínica, pois existem tratamentos diferentes na execução de procedimentos em quem tem covid-19 e influenza. São técnicas diferenciadas, e os profissionais precisam ter ciência desse tratamento no momento do atendimento de urgência”.

Além disso, vale ressaltar a importância da conclusão do esquema vacinal contra a covid-19, visto que a maior parte dos internados com sintomas graves da doença não se vacinaram completamente, como explica o coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Pedro Pascoal.

“Temos um resultado visível com vacinação e imunização da população. Estamos conseguindo manter uma taxa de ocupação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) baixa, mas, em contrapartida, os números de pacientes com sintomas sugestivos de influenza aumentou”, afirma Pascoal.

O coordenador destaca ainda que o treinamento oferecido às equipes da RUE e do Samu é uma ação que está sendo desenvolvida desde o início da pandemia, em 2020. A capacitação já passou pelo interior e agora é a vez de capacitar os profissionais de saúde da capital acreana.

A capacitação tem como objetivo orientar os médicos, enfermeiros e fisioterapeutas a como diferenciar a forma de tratamento entre covid-19 e influenza e saber quando há a necessidade de encaminhamento do paciente conforme os sintomas.

“Pedimos à população que continue se vacinando, porque os pacientes com sintomas graves e que estão sendo intubados não tomaram nenhuma dose da vacina contra covid-19 ou não estão com o esquema vacinal completo. É um alerta para a população: se imunizem. Orientem os familiares a procurar a vacina, estamos num momento em que temos vacina para todos, então é importante se vacinar”, conclui Pedro Pascoal.

Agencia.ac.gov.br

Publicidade
Betfair

ALE-RO

ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento