Conectado por

Cuiabá-MT

Primeiro espaço do Brasil para acolher vítimas de violência doméstica em hospital público é lançado em Cuiabá


Compartilhe:

Publicado por

em

O primeiro espaço do Brasil voltado ao acolhimento de vítimas de violência doméstica localizado dentro de um hospital público foi lançado por Márcia Pinheiro nesta quinta-feira (16). O evento de lançamento teve participação de Maria da Penha, que foi, inclusive, quem deu esta sugestão pela primeira-dama.

O espaço fica dentro do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e vai funcionar vinte e quatro horas por dia. A equipe multidisciplinar é composta por doze profissionais, como psicólogas, assistentes sociais e outros. A vítima pode ir diretamente ao local, caso seja vítima de violência doméstica, e ali encontrará, ainda, respaldo jurídico.

O lançamento teve apoio logístico da Secretaria Municipal da Mulher, da Prefeitura de Cuiabá. A criação do espaço foi um pedido de Maria da Penha, feito em agosto passado à primeira-dama durante o evento de comemoração dos 13 anos da lei que leva seu nome.

“É uma alegria muito grande ver pela primeira vez um centro de referência da mulher dentro de um hospital público. Em todas essas minhas viagens pelo Brasil, eu sempre questionei a importância dessa política pública dentro de um centro de saúde porque muitas vezes a violência aconteceu durante à noite e essa mulher, gravemente ferida, vai ser socorrida no postinho de saúde e, a partir desse apoio do centro de referência, ela tomará conhecimento e poderá sair dessa situação”, elencou Maria da Penha, que participou do lançamento via internet.

“A sala atenderá todas às mulheres que adentrarem no hospital, via emergencial ou irem diretamente para a sala de acolhimento. A equipe, além de atendimento de saúde e saúde mental, também atenderá a parte assistencial que será encaminhada a secretarias competentes. O espaço também consolida a gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro”, frisou a secretária da mulher, Luciana Zamproni.

A vítima pode buscar apoio na unidade mesmo antes de registrar uma denúncia formal perante as instituições de Segurança Pública. O Espaço da Mulher conta com sala de acolhimento infantil, sala de aconchego, sala para atendimento médico, além de recepção e banheiros.

OLHARDIRETO